PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

sábado, 14 de julho de 2012

QUER TRABALHAR EM UM ESCRITÓRIO, FECHADO, ENGRAVATADO?

Não acompanho novelas, pouco assisto aos programas de televisão.
Contudo, outro dia passava um comercial de refrigerantes e eu estava presente, na sala de estar.
Quem teve a idéia, marcante, foi genial. Tanto que, sabedora de que não mais assistiria à publicidade, procurei o vídeo na Internet. A fábrica da bebida disponibiliza o vídeo, que transcrevo, logo abaixo.
Meu netinho de oito anos passava uma semana comigo. Exibi o anúncio, agora duplamente aprovado.
Parabéns à agência, à equipe.

- Você pode me explicar isto aqui: nota quatro em previsão de onda. É isto?
- Mas, mãe...
- Você quer ser um surfista profissional, assim? Assim você nunca chega no Havaí. Vai trabalhar no quê? Num escritório, engravatado, de frente pro computador.
- Não, calma, mãe, pô!
- Aí tá o material novo e a professora particular.
A câmara exibe a loira, linda, de biquini, segurando uma prancha de surf e, é claro, uma latinha do refrigerante.
Um uivo!!??
O garoto, sorri de lado, maroto. Uma voz, ao fundo, vincula o slogan da campanha.

Só isso. Tudo isso.
Quando o dia torna-se menor com o trânsito das ruas, congestionadas, e a vida ao ar livre ou simples jantares em restaurantes tornam-se uma aventura, face à violência que grassa nas grandes cidades, devemos abrir nossos olhos para enxergar novos horizontes, novas perspectivas, em lugar de uma vida enfadonha atrás de papéis. 
Essa é a mensagem que recebi.

O ÚLTIMO BISCOITO DO PACOTE


imagem: http://caixacinza.files.wordpress.com/2010/08/broken-cookie.jpg

Tem gente que se acha o último biscoito (ou bolacha) do pacote.
Pensa que "está podendo", mas é impróprio - ou imprópria - ao consumo: quebrado, farelo amolecido, tão ruim como o primeiro.

Aqui deixo só uma dica do publicado no Face. Procurando, encontrei o post que creio seja o original, em: http://avassaladorasrio.blogspot.com.br/2009/01/lenda-da-ultima-bolacha-do-pacote.html.

Parabéns, meninas!!!!

FILHOS DO CORAÇÃO

imagem: lagoa.2.mgpds.jpg. http://www.blogger.com/profile/14087164358419572567

Tive uma filha, Stéphanie. Casou-se, deu-me um genro, Rodrigo, e um neto, Marcos Vinicius (o Marquinhos).
Quando ela era pequena, pensava batizar uma segunda filha, que jamais tive, com o nome de Katherina. Afirmei isso em diversas ocasiões, inclusive para o amigo de então, que hoje é meu marido.
O tempo passou. Com a união, ganhei três outras filhas, entre elas a Katherine (com e), filha do coração.
Comentando o caso, ela considerou: "Deus atendeu seu pedido. Não ganhou então a Katherine?"
Não, Kátia, fez mais: você me trouxe o Henrique.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG