PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

quarta-feira, 27 de março de 2013

CONSTRUTORA É CONDENADA POR ATRASO EM ENTREGA DE IMÓVEL


A Juíza de Direito da 5ª Vara Cível de Brasília condenou a MRV Engenharia e Participações S.A ao pagamento referente ao período da demora na entrega do imóvel, a ser contado do termo para a entrega acrescido do prazo de tolerância até a data da efetiva entrega do bem ao autor.

O autor alegou que firmou com a MRV compromisso de compra e venda de apartamento em condomínio localizado em Águas claras - DF. Sustentou que o contrato previa que a entrega do imóvel ocorreria em abril de 2010, contudo, a construtora, de forma unilateral, prorrogou o prazo para entrega para ...

Brasileiros lideram participação em pesquisa da ONU sobre futuro do planeta

Nações Unidas promovem conversa global sem precedentes sobre agenda de desenvolvimento. Cidadãos brasileiros elencaram prioridades como mais investimentos em jovens infratores, redução da impunidade, combate à corrupção, fim dos subsídios ao petróleo e aumento da proteção social a trabalhadores informais.
Jovens líderes comunitários de Belford Roxo, no Rio de Janeiro, apresentam 'O que precisa mudar para que todos possam ter uma melhor qualidade de vida?' Foto: Josival Andrade de Souza Pinto (Reprodução do relatório/janeiro de 2013)

Jovens líderes comunitários de Belford Roxo, no Rio de Janeiro, apresentam ‘O que precisa mudar para que todos possam ter uma melhor qualidade de vida?’ Foto: Josival Andrade de Souza Pinto (Reprodução do relatório/janeiro de 2013)
As Nações Unidas apresentaram nesta semana, em Nova York, os primeiros resultados de uma conversa global sem precedentes, através da qual pessoas de...

Adoção internacional é alternativa para crianças e adolescentes. Em um universo multicolorido, brasileiros adotam crianças como se fossem consumidores exigentes.


Li o artigo, publicado pelo TJMS, e associei-o a palestras antigas e a um certo colóquio, havido ontem, com um colega, Mauro Sampaio. A novela é antiga: as instituições concentram crianças que, em sua quase totalidade, não atendem aos anseios dos adotantes brasileiros. 
Infelizmente, o perfil exigido pelos adotantes é o de crianças brancas - em um universo de menores negros -, sem irmãos - a lei requer a adoção de todos eles - e perfeitas - o que não se poderia escolher, em uma concepção, quando é a natureza quem dita as regras.
Comportam-se como consumidores exigentes, ao comprar seu cãozinho: raça, pedigree, perfeito e alegre. Não olvidar: filhote. Esquecem-se que o cãozinho crescerá, deixará para trás o encanto inicial e será adulto. Então, será abandonado. Filhos não são brinquedo. Não são animais, mas um mister. Adotar, um ato de amor. Um ato de amor não pode ser confundido com uma visita ao shopping, na qual "me apaixono" por um sapato. Amor implica entrega, abnegação. Olhar com os olhos do coração.
São dois irmãos: por que não adotar a ambos? São quatro, cinco: por que o magistrado não aceita a separação, ainda que a lei (Art. 28, § 4º do Estatuto da Criança e do Adolescentedetermine o contrário?

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG