PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

sexta-feira, 28 de junho de 2013

maria da glória perez delgado sanches: OBRIGADA, DOUTOR!

maria da glória perez delgado sanches: OBRIGADA, DOUTOR!: Amanhã, 27 de junho de 2013, é o último dia em que conviveremos com um juiz diferente, um juiz investigativo , com o qual tive a grata feli...

HORTÊNCIAS: COMO MUDAR SUAS CORES? LILÁS, ROSA, AZUL.




Hortências podem ter flores azuis, brancas, rosas, violetas, lilases. As cores variam de acordo com o PH do solo. Por isso, você pode adquirir hortências azuis e, quando florirem, serem elas cor de rosa.
Em um solo ácido, a cor tenderá ao azul. Quanto mais ácido, mais azul. 
Para intensificar a cor azul, que pode chegar ao violeta, misture à terra e regue as plantas com sulfato de alumínio. Quanto mais alumínio a terra tiver, mais escura serão as flores. 

As flores rosas surgem em solos alcalinos. O rosa também pode ser muito intenso, mas podem surgir, também, flores brancas. Antes, pode a planta, para eliminar o alumínio que ele absorveu. 
Para corrigir o PH do solo, utilize calcário dolomítico. Quanto mais alcalino, mais brancas serão as flores.

Se preferir flores de diversas cores,

Prof. Paulo Dias é indicado para cargo de Ministro do STJ



Professor da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo é indicado para integrar o STJ.

No dia 11 de junho de 2013, o Professor Dr. Paulo Dias de Moura Ribeiro, Desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo, foi indicado para integrar o Superior Tribunal de Justiça pela Presidente da República, Dilma Rousseff.

Paulo Dias ocupará a cadeira destinada a Juiz Estadual para a vaga aberta na Corte em razão da aposentadoria do ministro Massami Uyeda. Com ele, foram indicados também Dr. Rogério Schietti Cruz, para a vaga reservada a integrante do Ministério Público e Dra. Regina Helena Costa, para a vaga de Juiz Federal.
 
Os três indicados serão

PAISAGEM URBANA: O CHARME DOS DETALHES. FACHADAS

Nas grandes cidades, passamos pelas ruas sem atenção aos detalhes. 
Quando precisamos, recorremos a arquitetos, revistas, internet, sem, às vezes, idéia do que queremos (sabemos mais do que não queremos).
O orçamento curto, precisamos visualizar como seria, se fosse assim ou assado.
Aqui estão imagens de fachadas. Nada sofisticado, nada de revista. Apenas imagens que retratam sobrados, grandes, pequenos, um prédio, casas. São portões, janelas, paredes trabalhadas, grades, floreiras e calçadas.
Às vezes, o imóvel nem é tão lindo. Mas existe um detalhe que chama a atenção. É o charme dos detalhes que quero sublinhar. Talvez você veja além do que vi, além do que vejo agora, quando divulgo as fotografias. 
Para isso posto. Para que os tais caminhos do dia-a-dia sirvam de inspiração.
Bom proveito!


Este é um sobradinho, de uma série de sobrados que seriam iguais, não fossem os detalhes próprios de cada um. Este, colorido de branco, traz grades paralelas, um vitrô, pedras e parede em chapisco. Também uma floreira. Há um hall, antes da porta de uma sala, com um tapete. A palavra de

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG