PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

MEDICINA X SIMPATIAS + AS VERRUGAS: SAUDADES, DOUTOR!

Consultório médico não é lugar apenas para que se façam consultas agendadas. Presta-se, também, a esclarecer dúvidas, dissipar preconceitos e crendices arraigadas pelo costume familiar.

Já que o profissional estava lá, anotava em um caderninho minhas dúvidas, ou deixava que a conversa fluísse. 

Pergunta vai, resposta vem e a certa altura o doutor comenta que a medicina, às vezes, é menos eficiente do que as crendices. Exemplo é a verruga. 

A medicina pode removê-las, com cirurgias ou ácidos. Ficam, entretanto, as marcas, indeléveis. Por outro lado, se você fizer uma simpatia, a excrescência sai, sem deixar qualquer vestígio. Porém, é preciso acreditar. E isso é um mistérios para a medicina.

Conheço várias simpatias para tirar verrugas: esfregar um pedaço de toucinho ou torresmo e abandoná-lo,

MONTUREIRA

Árvore-lixo
Lixeira, monturo,
Da semente, vence e cresce.
É hoje montureira.

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week!
Comente, divulgue, assine. Será sempre bem recebido!
Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

QUANTAS ÁRVORES VOCÊ PLANTOU?


Quantas árvores você plantou?

Quanto já destruiu?
Quanto já comeu?
Quanto mais comerá?
Quanto já respirou?
Quanto mais viverá?
Quanto já consumiu?
Quanto mais comprará?
Quantas vidas desperdiçou?

Quantas árvores você plantou?

Quanto podia fazer
De tudo que não foi feito?
O que espera deixar
Quando não mais se levantar 
Jazido, então, em seu leito?

Quantas árvores você plantou?

É a semente jogada
O galho que não se finca
A muda desperdiçada.
Se pra tudo se vê um jeito
O cuidado, então, não vem.

Escreve, rasga, usa carro
Molho e pão, linha e tecido
O seu simples respirar
Sua higiene, seu amar
De hoje nada lhe custam.
Amanhã, vil porco charro
Para os vivos de então.
Porque o mundo é de barro
Pedra e toco, folha e chão.
Se bicho vive, que não gente
Não destrói a criação.
Se nada lhe vem de graça
Não se deixe ir em vão.

Quantas árvores você plantou?

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week!
Comente, divulgue, assine. Será sempre bem recebido!
Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.





LIVROS ANDANTES


Observo a multidão
Sinto as centenas de histórias 
Encontrando-se.
Embaralhando-se.
Reparo, então
Nos semblantes:
Pálido, moreno, acastanhado,
Triste, feliz, feio, belo
Em corpos díspares:
Magro, gordo, avantajado,
Alto, baixo, "amedianado".
Bem compostos, 
Indispostos,
Aquosos,
Angulosos,
Angustiosos,
Audaciosos,
Andrajosos.
Fico a imaginar
A história de cada um:
As lutas, 
Os sonhos 
Vencidos, perdidos
Amores, tantas dores
Que marcam
Ferem
Cicatrizes de vida.
Seres errantes
Pensantes
Livros andantes
De páginas fechadas.

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week!
Comente, divulgue, assine. Será sempre bem recebido!
Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.




CHEIRAR A SOL


Chuveiro imenso
Por dez dias,
Esponja que não seca.
Até a alma
Na cidade cinza
Sentia-se mofar.
Esta semana 
O céu fez-se anil
O sol não se escondeu
Riu, vibrou, apareceu
Mesmo frio,
Deu vida ao dia
E paz à noite.

Acordei feliz.
Desejei beber o sol
Comer o sol
Me alimentar de sol.
Antes de sair
Desarrumei a cama:
Cobertor e colcha no varal
Ao chegar 
Estico, arrumo, aprumo.
Pouco custa.
Vou dormir energizada, 
Cheirar a sol.

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week!
Comente, divulgue, assine. Será sempre bem recebido!
Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.


DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG