PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

segunda-feira, 27 de julho de 2015

ADEUS À CIDADE GRANDE E BOAS VINDAS À QUALIDADE DE VIDA: O MENOS PODE SER MAIS



Vale a pena pagar um preço tão alto por tão pouco?
O que é viver, afinal?
Nascida em cidade grande, nunca questionei se valia a pena suportar o trânsito, a poluição, as filas, o ar irrespirável e, agora, a escassez de água. 
Por fim, me dou conta de que... (clique em "mais informações" para ler mais)
a regra é a vida humana, as pessoas, terem tão pouco valor e a carreira e os bens de consumo serem objetivos que devem ser seguidos a qualquer preço. Será mesmo?
Não, não me enquadro no tipo. Não faço parte do jogo, não vendo minha alma ao diabo. 
Descobri que a vida pode ser bem mais simples e rica: o contato com a natureza, o sentir-se em paz e harmonia, a família, os amigos.  
São valores que não podem ser substituídos e posso vivenciá-los, mais e melhor.  
Descobri que tão pouco basta para ser feliz, e que viagens e shoppings não comprarão meu bem estar. O dinheiro, o poder, não pode comprar o verdadeiro e íntegro.
Descobri que relações reais permanecem e que podemos ter Deus presente, ao nosso lado, no dia a dia, apenas desejando e cultivando o bem e o bom, o belo e o verdadeiro.
Redescobri meu amor pelo mar e pelo verde e como tal contato me enternece. Como me sinto exaltada e agradecida, ao ver uma planta florir, um fruto amadurecer, um sorriso, um agradecer. 
Consigo entender que as coisas boas e favoráveis podem acontecer, se lhes abrirmos as portas e janelas de nossas vidas, não nos fecharmos no mundinho tão pequeno que conhecemos.
Descobri que tenho mais a dar e a receber. E que esse dar e receber chama-se vida. Vida feita de luz, na luz que existe em mim e em tudo o que posso ter ao meu redor.
Daí renasço, como um novo Eu. Um Eu liberto, que ama, que planta, que colhe, que vive.  
Eu posso fazer a diferença. Em minha vida, na vida de outras pessoas, na natureza. Ainda que seja a pequenina diferença da estrela jogada de volta ao mar, sempre valerá de alguma coisa. Para a pequena estrela.
Tentei, muitas vezes, e indiferente à corrente, remei contra a maré.

Me preparo para uma nova etapa, em um universo diferente, que venho cultivando há alguns anos.
Uma lição que aprendo também com as filhas (agora adultas), que encontraram no bem estar e na qualidade de vida um ideal mais caro do que o aglomerado em que vivo.
Um ideal que vejo confirmado por novos amigos. 
O menos pode ser mais. Lições que a etiqueta ensina, a maquiagem, a culinária.

E que, entretanto, custamos tanto a aprender, quando aplicadas ao todo.    
Seja leal. Respeite os direitos autorais. 
Faça uma visita aos blogs. Terei prazer em recebê-lo. Seja um seguidor. Para acompanhar as publicações, clique na caixa “notifique-me”:
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week!

Maria da Glória Perez Delgado Sanches

FAREWELL TO BIG CITY AND WELCOME TO THE QUALITY OF LIFE: THE LESS CAN BE MORE worth paying such a high price for so little? What is life anyway? Born in the big city, I never questioned it ...
CIUDAD DE DESPEDIDA PARA GRANDES Y BIENVENIDOS A LA CALIDAD DE VIDA: EL menos puede ser más vale la pena pagar un precio tan alto por tan poco? ¿Qué es la vida de todos modos? Nacido en la gran ciudad, nunca me cuestioné que ...
Postar um comentário

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG