PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

SE A VIDA É UMA ESTRADA...

Não pare. Siga em frente!

E JÁ É QUASE NATAL, MAIS UMA VEZ.

Já é quase Natal, mais uma vez.
O ano acabando, a vida passando
Tanto a comemorar
Outro tanto a lamentar
Será que somos melhores 
Do que no Natal passado?

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

ÁGUA DE TOMATE... DÁ TOMATE!

Quando preparo as refeições e utilizo tomates (tomates, pimenta, pimentão, o que tiver à mão) sempre colho algumas (algumas???) sementes, que verto com água na horta ou no jardim. Quem sabe?
Se lá vão as sementes, uma hora a plantinha vinga. E esta vingou.
O belo tomateiro produziu tomates e reclama estacas. 
O que exigiu? 
Um tanto de terra e paciência. Semeando, dá.
Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

PÉ-DE-GALINHA: TUDO DEPENDE DO PONTO DE VISTA

Pé-de-galinha incomoda.

Na face, sinal dos anos, é marca de felicidade: se você jamais ri com os olhos, com o rosto todo, nunca terá as malfadadas ruguinhas. Também não terá um sorriso sincero.

Nas refeições, se bem que algumas culturas consigam elaborar pratos com pés-de-galinha (e não é incomum comê-los), não consigo imaginá-los apetitosos. Por outro lado, como contém grande quantidade de colágeno natural, não custaria nada provar uma receita nova. Quem sabe passo a gostar?

Nos jardins, pés-de-galinha são invasoras. Praga. Entretanto, pesquisando (http://wikbio.com/pt/Capim-p%C3%A9-de-galinha-Grama-Propriedades-Plantas-Medicinais), verifico que a antipática e resistente plantinha pode, sim, ser benéfica à saúde: tem propriedades de purificação, laxantes e diuréticas, pode ser usada contra pedras nos rins e doenças do trato urinário (uretrite ureteritis, oligúria, urolitíase e da vesícula biliar), bem como contra doenças do fígado (bile distonia, colecistite, hepatite) e do aparelho geniturinário (cistite), além de outras patologias como a gota, hipertensão arterial, edema, excesso de peso acompanhado por retenção de líquidos. Parece exagero. Já que divulgo os benefícios, seguem também as contra-indicações: hipertensão, doença cardíaca ou insuficiência renal moderada a grave e nas formas que contenham álcool a crianças menores de dois anos, obstrução da via biliar e gravidez (popularmente considerada abortiva). Tudo bem. Como é uma erva, nada mais natural que seja útil, tenha qualidades medicinais.

Por outro lado, se penso nas demais plantinhas, que nascem como invasoras e podem ser lindas se plantadas em conjunto - o dinheiro-em-penca, o jardim inglês e tantas que nem sei o nome (acompanhe as postagens, há muita matéria a respeito), lembro de uma máxima de Burle Marx: "Não existem plantas feias. Existem plantas mal combinadas."

Daí, se o pé-de-galinha, tão resistente e verdinho, é plantado em conjunto, pode ser, sim, uma planta ornamental.


Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.


SALADEIRA!

Um jardim tão esmerado, desenhado e preparado com tanto cuidado!
Observavam o beija-flor sugar o néctar de cada flor (comestível, como a planta inteira). Venha ver!
Pergunto onde estão e a resposta é: "Na saladeira!"
Está certo. Ficará o nome: ao invés de "canteiro das capuchinhas", "saladeira".

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

PERSPECTIVAS DE UM JARDIM COM PEDRAS, CONCHAS, CACTOS E SUCULENTAS

Estas são fotografias de uma floreira, em um jardim elaborado em diversos níveis ou degraus. 
O espaço foi destinado, exclusivamente, ao jardim de cactos e suculentas.
Em verdade, é um jardim que combina os conceitos de mini e máximo: mini espaços arranjados no maior espaço possível.
Para saber mais, acesse: 

FLOREIRAS EM DEGRAUS, CONFECCIONADAS COM PEDRAS OU ENTULHO: CONFIRA OS RESULTADOS (RESULTADOS: PARTE II)


 








Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

UMA SEXTA-FEIRA ILUMINADA, PLENA DE REALIZAÇÕES, SATISFAÇÕES, BÊNÇÃOS E HARMONIA, PARA TODOS OS MEUS AMIGOS!!!! UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA!


LÓGICA DE DOIDO

O doutor Saboia era o psiquiatra responsável em um hospício. Animado, aferindo a condição de seus pacientes, pergunta a um primeiro doidinho:
- Quanto é dois mais dois?
Resposta:
- Terça-feira.
Não. Sem chance de alta. Vamos ao segundo:
- Quanto é dois mais dois?
- Setenta e três.
Também não está bem. Quem sabe o terceiro?
- Quanto é dois mais dois?
- Quatro.
- Perfeito! Como você chegou a essa conclusão?
- Simples. Pela lógica da resposta dos meus dois colegas: terça-feira menos setenta e três é igual a quatro.

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG