PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

sábado, 30 de novembro de 2013

SE VOCÊ NÃO ESTIVER PREPARADO PARA ERRAR, NUNCA TERÁ UMA IDÉIA CRIATIVA


"Se você não estiver preparado para errar, nunca terá uma ideia criativa".
"Sra. Lynne, a Gillian não está doente, ela é uma dançarina."
Extratos da conferência de Sir Ken Robinson em uma conferência em Monterey, na Califórnia.
Assista ao vídeo em http://video-subtitle.tedcdn.com/talk/podcast/2006/None/SirKenRobinson_2006-low-pt-br.mp4

     Estamos sempre tensos no preparo de nossas tarefas, com medo do erro, que é natural em qualquer empreendimento. Se nada for feito, nada sairá errado; sempre que algo for feito, existirá a possibilidade de o resultado ser diferente do esperado.

     Devemos estar prontos para que a criatividade flua e as imagens surjam, espontaneamente. Somos podados e nos podamos. Tolhidos, amputados de nossa capacidade criativa.

     Educar-se é, também, conhecer-se, desenvolver qualidades inatas e outras, ainda, em adaptação ao ambiente ou apenas para que nos realizemos. Todos somos criativos. O problema está em dar asas à imaginação, criar.

     Os padrões mudaram radicalmente, em poucas décadas - e continuam mudando -, seja em matéria de sexo, comportamento, educação, trabalho, lazer: namoro, virgindade, mulher honesta, casamento, horário de trabalho, acesso ao conhecimento. Em questão de vinte, trinta anos, o mundo é outro. O que esperar para os próximos dez ou vinte anos?
     
     Como estar preparado?

     Busque em seu interior o "eu" afogado, apagadinho pela educação formal (inclusive familiar e social), as respostas. E observe ao seu redor. Aprenda com a observação, a inteligência e a intuição.

     Um maravilhoso final de semana a todos!

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

ATOS DE VANDALISMO: LIXEIRAS DESTRUÍDAS

A lixeira da foto foi instalada no Ipiranga, em São Paulo. Poderia estar em qualquer lugar, para nossa serventia.
Em São Paulo passo pelas ruas e descubro lixeiras destruídas. Não uma ou outra, mas muitas. Em São Bernardo, em certo carnaval, todas as lixeiras da Avenida Senador Vergueiro foram destruídas.
O que move vândalos a destruir patrimônio público?
São fios da rede elétrica subtraídos, telefones públicos tornados imprestáveis, tampas de bueiros arrancadas. 
Outro dia, a portinha do controlador da rede rede telefônica, perto de casa, foi furtada. Dias depois, nova porta colocada, um aviso: "Esta tampa foi confeccionada com fibra de vidro, material não reciclável".
É preciso ajudar a preservar o que é nosso: seu, meu, de todos nós.
Afinal, são utensílios que nos servem, quando precisamos.
Depois, reclamamos das enchentes, falta de energia, sinal telefônico e acidentes. Somos nós as vítimas do vandalismo.

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.



POTES GIGANTES, UMA COZINHA AMERICANA E UM BALCÃO. RECICLANDO E REAPROVEITANDO MATERIAIS.



Uma cozinha americana e um balcão. 
Faltava alguma coisa e sobravam outras. Não gosto de "coisinhas", que juntam pó e poluem o visual.
O restaurante onde almoço serve palmito e joga fora, todos os dias, dois vidros de palmito, enormes.
Pedi alguns deles, que foram lavados e dispostos em cima do balcão.
Assim, o vidro irradia a luz, a igualdade dos potes passa a sensação de uniformidade e organização e o conteúdo presta-se a uma função decorativa.
Os meus acondicionam farinha, arroz, sementes de girassol e amendoim (veja que quase acabou). Também guardarei picles, tomate em conserva, pimenta.
Para aqueles que observam o aposento, da sala, os potes chamam a atenção, desviando o olhar da pia e do fogão (apesar de sempre limpos, prefiro que não sejam os astros do ambiente social).
As tampas? Pinte, decore ou deixe como vieram. Os potes, mesmo vazios, preenchem a função decorativa (hesitei antes de acondicionar os alimentos, tão lindo ficou).
A pedido, levei para casa mais quatro potes. No trabalho, perguntaram ao amigo "encomendador" para que serviam os potes. E lá ia a mãozinha curiosa tocá-los (há quem veja com as mãos). Resposta: "São meus! Não mexa!"
Ele levará os vasilhames para o sítio da mãe, para que ela guarde conservar (geléias e compotas).
Detalhe: em geral, os restaurantes fazem um talho nas tampas, com faca, antes de abri-las. Bati com o martelo e usei silicone, para vedá-las.

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

BRINQUEDO DE ADULTOS: UM BONDE ANTIGO. DESTINO: ALASKA


Parado em frente ao Fórum, o velho bonde exibia excentricidade. Romântico, marcava o contraste entre o novo e o velho.

UM JARDIM INUSITADO E CRIATIVO: FLORES DE QUIABO




Quer inovar? Plante quiabo!
Se gosta do legume, melhor ainda. Suas flores são belíssimas, como demonstram as fotografias.
Além do caráter decorativo, alimentam.

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.


ÁRVORE-VARANDA: RUA LORD COCKRANE



Linda, gentil, que sombra boa!
Um jardim com varanda, no passeio público, um doce passear.
Se todo o caminho fosse assim, como seria bom caminhar em São Paulo.

ÁRVORE NÃO É LIXEIRA!


Você bebe, participa de festas e isso é ótimo.
Mas deixar os seus restos pelo caminho é horrível!
Árvore não é lixeira!

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.


terça-feira, 26 de novembro de 2013

AONDE ME PERDI DE MIM?

Aonde me perdi de mim?
Aonde os sonhos
A inocência
Cantata de fé
Os poemas de amor
À vida?

Aonde?

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

AINDA NÃO É HORA DE DIZER ADEUS

Ainda não é hora de dizer adeus.
[Haverá, Deus, tal hora? 
Ainda não é hora de dizer adeus
Mas até breve, até já, até amanhã.
Até então eu o amarei
E o esperarei,
Pronta,
Como seguida de um “até a tarde”.
Ainda não é hora de dizer adeus
Porque os pássaros cantam nosso amor
Porque nossos caminhos se cruzarão
Nossos olhares se perderão um no outro
E nossas bocas retém, ainda,
O sabor dos lábios
O frescor do hálito
A saudade do último beijo.
            [Como dizer, então, adeus?
Não vê as cartas, marcadas,
Os dados, sinais e anúncios?
Não sabe que não pode
Partir sem se corromper?
Partir é perder, se perder de si
Afogar-se em procura
Do que já estava aqui.
Segura minha mão e fica
Um pouco mais,
Porque, afinal,

Não chegou a hora de dizer adeus.

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Acnur faz festa para crianças refugiadas no Brasil

20 de novembro não é apenas o Dia da Consciência Negra. É também o Dia Universal da Criança.
O Brasil, que contabiliza 4.400 refugiados, segundo dados oficiais, comemorou ontem a data.
Evento é para marcar o Dia Universal da Criança comemorado nesta quarta-feira, 20 de novembro; país abriga 4.400 refugiados, sendo 528 menores de idade.
No Dia Universal da Criança, Acnur organiza festa para crianças refugiadas. Foto: Acnur/A.Akad
O Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, realiza esta quarta-feira, 20 de novembro, uma festa para crianças refugiadas que vivem no Brasil.
O evento é uma iniciativa da ONG brasileira "Eu Conheço Meus Direitos", Ikmr, na sigla em inglês, em parceria com o Instituto Migrações e Direitos Humanos para marcar o Dia Universal da Criança.
Homenagem
A data foi criada pela ONU em homenagem à Declaração dos Direitos da Criança, em 1959.
O Brasil abriga 4.400 refugiados de vários países. Desse total, 12% ou 528, são menores de idade.
A festa acontece na Casa de Cultura do Varjão, em Brasília. Muitas crianças vão participar da comemoração, 20 desses menores, de nacionalidades como Colômbia, Paquistão e Sudão, vão ganhar presentes.
Cerca de 200 menores refugiados ou solicitantes de refúgio também estão comemorando a data em outras seis cidades brasileiras, como Manaus, Rio de Janeiro, São Paulo, Guarulhos e Sapucaia do Sul e Sapiranga, no Rio Grande do Sul.
Portal na Internet
Em Brasília, uma menina sudanesa, que vive em São Paulo, participará especialmente da festa para cantar as músicas que já aprendeu em português.
Entre as canções está "Tocando em Frente", consagrada na voz de Almir Sater.
A ONG "Eu Conheço Meus Direitos" vai aproveitar o evento para lançar seu portal na internet com informações sobre crianças refugiadas em todo o mundo: www.ikmr.org
Fundada em junho de 2012, a Ikmr é uma organização não governamental sem fins lucrativos, sediada em Uberlândia, Minas Gerais, que tem como objetivo promover a defesa dos direitos das crianças refugiadas e solicitantes de refúgio no Brasil.
*Apresentação: Edgard Júnior
Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*
Fonte: ONU. 
Blog parceiro cadastrado.
Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

PARA COMEMORAR O DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA, ONU PROMOVEU, DIA 20, O ENCONTRO DAS ÁFRICAS, EM FESTA NO RIO DE JANEIRO

O evento é em apoio à campanha para que os Estados-membros da ONU aprovem a Década Internacional de Afrodescendentes, de 2014 a 2023, que é um movimento defendido pelo Brasil.
A Assembleia Geral da ONU deve votar ainda este ano a iniciativa que tem o objetivo de promover o fim do racismo, da discriminação, da xenofobia e de intolerâncias correlatas.


ONU promove o "Encontro das Áfricas" no Brasil

Evento marca o Dia da Consciência Negra nesta quarta-feira 20 de novembro; artistas do Brasil, Cuba e Senegal vão participar da festa no Rio de Janeiro promovida pelo Centro de Informação das Nações Unidas, Unic Rio.
O chefe do Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil, Unic Rio, Giancarlo Suma, explicou como vai ser a festa.

“Encontro das Áfricas” marca Dia da Consciência Negra. Imagem: Unic Rio

A ONU promove o evento "Encontro das Áfricas" nesta quarta-feira, 20 de novembro, para marcar o Dia da Consciência Negra.
Grande Noite
"Vamos celebrar o Dia da Consciência Negra com o Encontro das Áfricas, que será uma grande noite de música, de grafite, de artes e de discussão política. Teremos artistas do Brasil, de Cuba e de Senegal que vão sintetizar as várias contribuições culturais dos povos africanos apresentando sua música."
Entre os artistas que participarão do evento estão, o senegalês Zal Sissokho, o cubano René Ferrer e os brasileiros Aderbal de Ashogun e o grupo Treme Terra.
Ainda do lado brasileiro, estarão o percussionista e baterista carioca Robertinho Silva, o veterano compositor Altay Veloso e a cantora Célia Nascimento.
Além dos shows, a festa vai mostrar uma exposição de telas pintadas por vários artistas de rua e 18 painéis de grafite que serão apresentados online.
Campanha
O evento é em apoio à campanha para que os Estados-membros da ONU aprovem a Década Internacional de Afrodescendentes, de 2014 a 2023, que é um movimento defendido pelo Brasil.
A Assembleia Geral da ONU deve votar ainda este ano a iniciativa que tem o objetivo de promover o fim do racismo, da discriminação, da xenofobia e de intolerâncias correlatas.
O evento acontece no teatro Oi Casa Grande, no Leblon, nesta quarta-feira às sete da noite e a entrada é gratuita.
Com reportagem do Unic Rio.
* Apresentação Monica Villela Grayley
Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.*
Fonte: ONU. 
Blog parceiro cadastrado.
Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

Unicef quer combater violência contra crianças


DIA 20 DE NOVEMBRO É O DIA INTERNACIONAL DA CRIANÇA

Diretor-executivo da agência da ONU quer atenção especial sobre menores que sofrem violência e abusos no mundo inteiro; Anthony Lake afirmou que todos têm a responsabilidade de relatar qualquer tipo de maus tratos.
O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, quer combater a violência e os abusos sofridos pelas crianças em todo o mundo.
O diretor-executivo da agência da ONU fez o anúncio para marcar o Dia Universal das Crianças, esta quarta-feira 20 de novembro.
Violência contra menores de idade acontece de várias formas. Foto: Unicef

Abusos
Anthony Lake afirmou que "os abusos geralmente ocorrem nas sombras, despercebidos, não declarados e, o pior, aceitos".
O chefe do Unicef disse que todos têm a responsabilidade de transformar o invisível em visível.
Segundo Lake, isso vai desde o governo ao criar e implementar leis que proíbam a violência contra crianças até o cidadão comum, que deve se recusar a manter o silêncio se forem testemunhas ou suspeitem de abusos.
Violência
O Unicef explicou que a violência contra os menores de idade acontece de várias formas, incluindo a violência doméstica, abusos sexuais e práticas rígidas de disciplina. Geralmente, ela ocorre em situações de guerras ou conflitos e pode causar danos físicos e psicológicos na criança.
Lake declarou que nenhuma sociedade pode ignorar a violência contra os menores.
Entre as formas de combate à violência estão o apoio aos pais, famílias e outros responsáveis pelo cuidado das crianças e campanhas educativas para mudar as atitudes e normas sociais que toleram a violência e discriminação.
Além disso, são necessárias também campanhas para ensinar as crianças a se protegerem da violência e fortalecer e aplicar políticas e leis que protejam os menores de idade.
O Unicef lançou a campanha #ENDViolence Against Children no início deste ano. A iniciativa pede que o público reconheça a existência do problema e encoraje o apoio e a participação de todos no combate a essa questão global.
O Dia Universal das Crianças marca a adoção da Convenção da ONU sobre os Direitos da Criança, em 1989. 
Fonte: Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York. Blog parceiro cadastrado.
Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.


quarta-feira, 20 de novembro de 2013

MUDANÇA CLIMÁTICA AMEAÇA FUTURAS GERAÇÕES

Ban afirma que mudança climática ameaça gerações
Secretário-Geral fez a declaração na Conferência sobre o Clima, COP 19, na Polônia; ele citou a catástrofe nas Filipinas e disse que as pessoas enfrentam e temem os efeitos do aquecimento do planeta.
Ban Ki-moon na Conferência em Varsóvia. Foto: Pnuma
O Secretário-Geral da ONU Ban Ki-moon alertou que a mudança climática ameaça a geração atual e futura.
A declaração foi feita, esta terça-feira, em pronunciamento na Conferência sobre o tema, COP 19, que está sendo realizada em Varsóvia, Polônia.
Catástrofe
Ban disse que não é preciso olhar muito longe, a catástrofe nas Filipinas serve de exemplo. Segundo o chefe da ONU, "no mundo todo, as pessoas enfrentam e temem a ira do aquecimento do planeta."
Ele afirmou que a ciência é clara, as atividades humanas são a causa principal da mudança climática e não se pode culpar a natureza. Ban lembrou que as emissões dos gases que causam o efeito estufa continuam aumentando e as consequências são profundas.
Gelo
O Secretário-Geral disse que visitou a Islândia no início do ano, país onde as geleiras estão derretendo no ritmo mais rápido do mundo. Segundo ele, se uma ação urgente não for tomada, a Islândia pode se transformar, em breve, numa terra sem gelo.
Ban disse também que visitou a região de Sahel, na África, e que viu uma mistura perigosa de condições climáticas, incluindo uma seca extrema, que ameaça o desenvolvimento e a segurança da área.
Ele demonstrou profunda preocupação com as ações insuficientes dos países para limitar o aumento da temperatura global a menos de 2º C, comparado com o período pré-industrial.
Oportunidades e Progressos
Do lado positivo, Ban falou sobre oportunidades e progressos em várias frentes.
Ele citou iniciativas como a Coalizão para o Ar Limpo e o Clima, a Aliança Global para Fogões Limpos e a Energia Sustentável que estão ajudando a reduzir as emissões de carbono.
Ban explicou que governos e companhias privadas compreenderam que podem ter ganhos econômicos combatendo a mudança climática e a demanda global por energia renovável está aumentando rapidamente.
O Secretário-Geral afirmou que as Nações Unidas estão engajadas em vários setores para reduzir as emissões de carbono e trabalhando para um clima neutro.
Kyoto
Para isso, Ban pediu que os países, que ainda não o fizeram, que ratifiquem a segunda parte do Tratado de Kyoto, acordado na reunião de Doha.
Ele quer que os governos aumentem os financiamentos para o Fundo do Clima e pediu também a criação de uma agenda de ação para enfrentar os desafios do clima para formar a base do acordo de 2015.
Ban Ki-moon convidou todos os chefes de Estado e de governo para a Conferência Climática que acontecerá no ano que vem, na sede da ONU, em Nova York. A reunião vai começar em 23 de setembro, um dia antes da abertura da Assembleia Geral.
Fonte: ONU. Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.
Blog parceiro cadastrado

Foi manchete na revista Valor Econômico de hoje, 20/11: "Mudança climática ocorre a uma taxa alarmante, dizem ONGs".

A notícia reporta-se a sete diretores das mais importantes organizações não-governamentais do mundo em declaração conjunta, em Varsóvia, na Polônia, em comentário sobre a tragédia Filipina da semana passada, e referencia a acusação de vandalismo do governo russo aos ativistas do Greenpeace que foram presos há dois meses enquanto “faziam protestos pacíficos contra a destruição do Ártico”.


Leia com detalhes: http://www.valor.com.br/internacional/3345360/mudanca-climatica-ocorre-uma-taxa-alarmante-dizem-ongs


Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

domingo, 17 de novembro de 2013

QUE LOUCURA FOI ESSA?

Imagem: veja.abril

Final de semana gordo e rodovias congestionadas. Horas em filas de automóveis que seguiam vagarosamente ou paravam, sem possibilidade de escape. 
Carros com placas de Ribeirão Preto, São Joaquim da Barra, Araras, Leme, Limeira, São João da Boa Vista, Lins, Ibiúna, Cotia, Jaú, Americana, Franca, Americana, Araçatuba, Catanduva, Jaboticabal, Barretos, Jandira, Bragança Paulista, Rancharia, Campinas, Botucatu, Limeira, Rio Claro, Piedade, Sorocaba, São Roque, Bauru, São Carlos, Garça, Tietê, Jundiaí, entre as que anotamos (o que fazer para se distrair?), muitos deles em comboios, seguiram para a Baixada Santista.
Qual o motivo da febre? Qual a explicação para que cidades tão próximas de locais mais aprazíveis - litoral norte (Ubatuba, Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião ou mesmo Bertioga) ou sul (Peruíbe, Itanhaém, Ilha Comprida, Cananeia, Iguape) e Rio de Janeiro (Parati, Angra dos Reis, a capital fluminense) - do que Praia Grande tivessem esta última por destino? 
Como explicar que turistas de todo o Estado de São Paulo despendessem horas até a rodovia para se aventurar em um trajeto caótico com destino a um inferno poluído?
As vias que conduzem ao litoral paulista há muito esgotaram a possibilidade de bem atender aqueles que por elas trafegam. Existe projeto para a construção de nova rodovia, divulgado desde 1997 e engavetado pelo governo estadual. Se e quando se tornar realidade sua utilidade estará ultrapassada. 
O fato é que desde o quilômetro dezesseis da Imigrantes e até a segunda entrada para a Praia Grande o tráfego de veículos era um pesadelo. A partir daí, o caos ficou para trás.
Foram apenas três dias, que dispensamos, pois retornamos mais cedo, por precaução, enfrentando novo congestionamento, trechos com chuva e outros com neblina, à noite.
Não. Nosso destino era outro. Minha praia é outra. Limpa, calma e serena, a praia não guarda semelhança com a loucura da popularesca cidade. Que Deus assim a conserve.

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

BOA NOITE, SÃO PAULO, BOM DIA, PRAIA!

Outro congestionamento recorde nas estradas de São Paulo. 
Depois da semana de trabalho, final de semana gordo e ensolarado. Praia, sol, mar, amigos e família. Andar na areia, colher conchas, molhar os pés, mergulhar. Ar puro, água limpa.
Boa noite, São Paulo; bem-vinda, praia minha!
Um ótimo final de semana, aos que optaram pela cidade, livre, aos que preferem o mar, o campo ou a montanha.



Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.




VIVER EM CIDADE É VIVER CERCADO DE GRADES. SE NÃO É POSSÍVEL DISPENSÁ-LAS, ESCOLHA A SUA. FOTOGRAFIAS DE GRADES COLHIDAS AO LONGO DO CAMINHO

Gostaria de viver em um mundo sem muros, grades ou cercas. 
Não é possível.
Colho, então, imagens das grades das casas e prédios, que encontro ao longo do caminho. 
Se não podemos viver livres das grades é possível, ao menos, escolher a que proteja nossa prisão - ou casa.
























Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.


ACREDITA NO MELHOR. DÊ O SEU MELHOR. E TENHA PACIÊNCIA.


"O seu maior amigo é você mesmo; o seu pior inimigo é você mesmo.": uma das frases de meu pai.
Sempre haverá "espíritos de porco". São apenas obstáculos a contornar. Eles existem para testá-lo e fazê-lo crescer. As trevas temem a luz.
Esteja em paz com você mesmo, dê seu melhor, a cada dia, sorria para a vida.
Veja o sol e seus raios que chegam a você, filtrados pela janela, pelas nuvens, pelas árvores.
Você é seu centro, a irradiar energia. 
"Acredita no melhor... tenha um objetivo para o melhor, nunca fique satisfeito com menos que o teu melhor, dá o teu melhor, e no longo prazo as coisas correrão pelo melhor." Henry Ford
As plantas, para crescer e dar frutos, precisam de rega, alimento e sol. Também de tempo.
O tempo e a paciência, aliados a uma atitude positiva, sempre resultarão em bons frutos. 
É preciso perseverar.

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.



DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG