PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

sábado, 30 de novembro de 2013

SE VOCÊ NÃO ESTIVER PREPARADO PARA ERRAR, NUNCA TERÁ UMA IDÉIA CRIATIVA


"Se você não estiver preparado para errar, nunca terá uma ideia criativa".
"Sra. Lynne, a Gillian não está doente, ela é uma dançarina."
Extratos da conferência de Sir Ken Robinson em uma conferência em Monterey, na Califórnia.
Assista ao vídeo em http://video-subtitle.tedcdn.com/talk/podcast/2006/None/SirKenRobinson_2006-low-pt-br.mp4

     Estamos sempre tensos no preparo de nossas tarefas, com medo do erro, que é natural em qualquer empreendimento. Se nada for feito, nada sairá errado; sempre que algo for feito, existirá a possibilidade de o resultado ser diferente do esperado.

     Devemos estar prontos para que a criatividade flua e as imagens surjam, espontaneamente. Somos podados e nos podamos. Tolhidos, amputados de nossa capacidade criativa.

     Educar-se é, também, conhecer-se, desenvolver qualidades inatas e outras, ainda, em adaptação ao ambiente ou apenas para que nos realizemos. Todos somos criativos. O problema está em dar asas à imaginação, criar.

     Os padrões mudaram radicalmente, em poucas décadas - e continuam mudando -, seja em matéria de sexo, comportamento, educação, trabalho, lazer: namoro, virgindade, mulher honesta, casamento, horário de trabalho, acesso ao conhecimento. Em questão de vinte, trinta anos, o mundo é outro. O que esperar para os próximos dez ou vinte anos?
     
     Como estar preparado?

     Busque em seu interior o "eu" afogado, apagadinho pela educação formal (inclusive familiar e social), as respostas. E observe ao seu redor. Aprenda com a observação, a inteligência e a intuição.

     Um maravilhoso final de semana a todos!

Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

Postar um comentário

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG