PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Acnur faz festa para crianças refugiadas no Brasil

20 de novembro não é apenas o Dia da Consciência Negra. É também o Dia Universal da Criança.
O Brasil, que contabiliza 4.400 refugiados, segundo dados oficiais, comemorou ontem a data.
Evento é para marcar o Dia Universal da Criança comemorado nesta quarta-feira, 20 de novembro; país abriga 4.400 refugiados, sendo 528 menores de idade.
No Dia Universal da Criança, Acnur organiza festa para crianças refugiadas. Foto: Acnur/A.Akad
O Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, realiza esta quarta-feira, 20 de novembro, uma festa para crianças refugiadas que vivem no Brasil.
O evento é uma iniciativa da ONG brasileira "Eu Conheço Meus Direitos", Ikmr, na sigla em inglês, em parceria com o Instituto Migrações e Direitos Humanos para marcar o Dia Universal da Criança.
Homenagem
A data foi criada pela ONU em homenagem à Declaração dos Direitos da Criança, em 1959.
O Brasil abriga 4.400 refugiados de vários países. Desse total, 12% ou 528, são menores de idade.
A festa acontece na Casa de Cultura do Varjão, em Brasília. Muitas crianças vão participar da comemoração, 20 desses menores, de nacionalidades como Colômbia, Paquistão e Sudão, vão ganhar presentes.
Cerca de 200 menores refugiados ou solicitantes de refúgio também estão comemorando a data em outras seis cidades brasileiras, como Manaus, Rio de Janeiro, São Paulo, Guarulhos e Sapucaia do Sul e Sapiranga, no Rio Grande do Sul.
Portal na Internet
Em Brasília, uma menina sudanesa, que vive em São Paulo, participará especialmente da festa para cantar as músicas que já aprendeu em português.
Entre as canções está "Tocando em Frente", consagrada na voz de Almir Sater.
A ONG "Eu Conheço Meus Direitos" vai aproveitar o evento para lançar seu portal na internet com informações sobre crianças refugiadas em todo o mundo: www.ikmr.org
Fundada em junho de 2012, a Ikmr é uma organização não governamental sem fins lucrativos, sediada em Uberlândia, Minas Gerais, que tem como objetivo promover a defesa dos direitos das crianças refugiadas e solicitantes de refúgio no Brasil.
*Apresentação: Edgard Júnior
Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*
Fonte: ONU. 
Blog parceiro cadastrado.
Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

PARA COMEMORAR O DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA, ONU PROMOVEU, DIA 20, O ENCONTRO DAS ÁFRICAS, EM FESTA NO RIO DE JANEIRO

O evento é em apoio à campanha para que os Estados-membros da ONU aprovem a Década Internacional de Afrodescendentes, de 2014 a 2023, que é um movimento defendido pelo Brasil.
A Assembleia Geral da ONU deve votar ainda este ano a iniciativa que tem o objetivo de promover o fim do racismo, da discriminação, da xenofobia e de intolerâncias correlatas.


ONU promove o "Encontro das Áfricas" no Brasil

Evento marca o Dia da Consciência Negra nesta quarta-feira 20 de novembro; artistas do Brasil, Cuba e Senegal vão participar da festa no Rio de Janeiro promovida pelo Centro de Informação das Nações Unidas, Unic Rio.
O chefe do Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil, Unic Rio, Giancarlo Suma, explicou como vai ser a festa.

“Encontro das Áfricas” marca Dia da Consciência Negra. Imagem: Unic Rio

A ONU promove o evento "Encontro das Áfricas" nesta quarta-feira, 20 de novembro, para marcar o Dia da Consciência Negra.
Grande Noite
"Vamos celebrar o Dia da Consciência Negra com o Encontro das Áfricas, que será uma grande noite de música, de grafite, de artes e de discussão política. Teremos artistas do Brasil, de Cuba e de Senegal que vão sintetizar as várias contribuições culturais dos povos africanos apresentando sua música."
Entre os artistas que participarão do evento estão, o senegalês Zal Sissokho, o cubano René Ferrer e os brasileiros Aderbal de Ashogun e o grupo Treme Terra.
Ainda do lado brasileiro, estarão o percussionista e baterista carioca Robertinho Silva, o veterano compositor Altay Veloso e a cantora Célia Nascimento.
Além dos shows, a festa vai mostrar uma exposição de telas pintadas por vários artistas de rua e 18 painéis de grafite que serão apresentados online.
Campanha
O evento é em apoio à campanha para que os Estados-membros da ONU aprovem a Década Internacional de Afrodescendentes, de 2014 a 2023, que é um movimento defendido pelo Brasil.
A Assembleia Geral da ONU deve votar ainda este ano a iniciativa que tem o objetivo de promover o fim do racismo, da discriminação, da xenofobia e de intolerâncias correlatas.
O evento acontece no teatro Oi Casa Grande, no Leblon, nesta quarta-feira às sete da noite e a entrada é gratuita.
Com reportagem do Unic Rio.
* Apresentação Monica Villela Grayley
Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.*
Fonte: ONU. 
Blog parceiro cadastrado.
Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

Unicef quer combater violência contra crianças


DIA 20 DE NOVEMBRO É O DIA INTERNACIONAL DA CRIANÇA

Diretor-executivo da agência da ONU quer atenção especial sobre menores que sofrem violência e abusos no mundo inteiro; Anthony Lake afirmou que todos têm a responsabilidade de relatar qualquer tipo de maus tratos.
O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, quer combater a violência e os abusos sofridos pelas crianças em todo o mundo.
O diretor-executivo da agência da ONU fez o anúncio para marcar o Dia Universal das Crianças, esta quarta-feira 20 de novembro.
Violência contra menores de idade acontece de várias formas. Foto: Unicef

Abusos
Anthony Lake afirmou que "os abusos geralmente ocorrem nas sombras, despercebidos, não declarados e, o pior, aceitos".
O chefe do Unicef disse que todos têm a responsabilidade de transformar o invisível em visível.
Segundo Lake, isso vai desde o governo ao criar e implementar leis que proíbam a violência contra crianças até o cidadão comum, que deve se recusar a manter o silêncio se forem testemunhas ou suspeitem de abusos.
Violência
O Unicef explicou que a violência contra os menores de idade acontece de várias formas, incluindo a violência doméstica, abusos sexuais e práticas rígidas de disciplina. Geralmente, ela ocorre em situações de guerras ou conflitos e pode causar danos físicos e psicológicos na criança.
Lake declarou que nenhuma sociedade pode ignorar a violência contra os menores.
Entre as formas de combate à violência estão o apoio aos pais, famílias e outros responsáveis pelo cuidado das crianças e campanhas educativas para mudar as atitudes e normas sociais que toleram a violência e discriminação.
Além disso, são necessárias também campanhas para ensinar as crianças a se protegerem da violência e fortalecer e aplicar políticas e leis que protejam os menores de idade.
O Unicef lançou a campanha #ENDViolence Against Children no início deste ano. A iniciativa pede que o público reconheça a existência do problema e encoraje o apoio e a participação de todos no combate a essa questão global.
O Dia Universal das Crianças marca a adoção da Convenção da ONU sobre os Direitos da Criança, em 1989. 
Fonte: Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York. Blog parceiro cadastrado.
Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.

Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.


DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG