PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

segunda-feira, 11 de julho de 2016

ÁGUA COM AÇÚCAR FAZ MAL PARA BEIJA-FLORES?

Os bebedouros caseiros podem prejudicar beija-flores? Mitos e verdades.

    Água com açúcar atrai beija-flores e é adorável ver os passarinhos no quintal, atraídos pelo néctar. 

     Pesa a indagação: estaríamos fazendo um bem ou um mal às avezinhas?



     Tenho um grande quintal com muitas plantas e flores e todos os dias sirvo aos passarinhos que nos...
visitam frutas (mamão, banana, laranja, tangerina, maçã: o cardápio é variado) e sementes (girassol e misturas para pássaros silvestres). 
     Àqueles que apreciam, sirvo água com açúcar em bebedouros caseiros, que atraem, além de beija-flores, muitas outras espécies, como o divertido cambacica ou sibito e o saí azul.


     Há os que proclamam que alimentar beija-flores não causa nenhum mal aos pequenos, desde que os bebedouros sejam higienizados diariamente, a menos que sejam criados em cativeiro e se alimentem apenas de água doce. 

     Outros, sustentam que fornecer água com açúcar faz mal aos animais e que isso pode, sim, levá-los à morte.

     O importante é ter bom senso. Pense nas aves como seres vivos, que habitam um ecossistema. 

     A ação humana, por mais que se pense generosa é, no mais das vezes, um desastre. 
     Ou não.




O QUE É VERDADE

Água com açúcar não faz parte da dieta dos beija-flores e passarinhos.

     Se para o ser humano o açúcar, em exagero, faz mal, imagine uma dieta exclusiva de água doce.


     Todos nós aprendemos na escola sobre a alimentação saudável e equilibrada, que inclui alimentos construtores, reguladores e energéticos.


     Com os beija-flores, animais de sangue quente, a coisa não se dá de modo diferente. Eles gastam muita energia para voar, mas precisam também de proteínas para uma alimentação equilibrada.

     A despeito de ter sempre muitas flores no jardim, no inverno - este ano mais rigoroso - a fonte de alimentos está escassa. Quase não há flores, em toda parte, e os bebedouros podem, sim, servir de fonte de energia para as aves.


     É claro que a alimentação exclusiva de água açucarada pode reduzir a imunidade e contribuir para a desnutrição dos animaizinhos. 

     Isso porque eles têm necessidade, também, de se alimentar de insetos e pequenas aranhas (sua fonte de proteínas), além do néctar natural das flores.

      Por curiosidade: beija-flores chegam a caçar 400 insetos por dia.

     Portanto, se os pássaros estão livres, têm a oportunidade de complementar a dieta, de forma natural.

O que colocar no bebedouro?


     Você pode misturar à água açúcar, mel ou, ainda, um néctar vendido em lojas de animais de estimação, semelhante ao natural.

     O mel fermenta com muita facilidade e o néctar pode permanecer disponível por até 5 dias. Prefiro o açúcar.


     A água deve ser sempre filtrada, porque o flúor e o cloro podem fazer mal aos passarinhos.

     No inverno, quando há escassez de alimentos ou nas cidades grandes, onde há pouca oferta de alimentação natural, os beija-flores se tornam mais dependentes dos bebedouros. 

     É recomendável, em tais ocasiões e locais adicionar à mistura uma pequena pitada de sal, que aumenta a resistência dos animais às doenças. 

     Eu disse "uma pequena pitada": tenha cuidado, pois o excesso de sal pode prejudicar o metabolismo das aves.

Quanto açúcar colocar no bebedouro?

     Duas colheres rasas de açúcar para cada garrafinha é a porção recomendada.

Não deixe a garrafinha exposta ao sol

     O sol age na água açucarada, acelerando a produção de fungos. 

     Procure um lugar sombreado para pendurar o bebedouro.

As abelhas estão atacando o bebedouro. O que fazer?


     Diminua um pouco a concentração do açúcar ou retire os bebedouros, por alguns dias. 

     As abelhas esquecerão o caminho e darão uma trégua.

A falta de higiene mata. Isso é unanimidade

     Fungos e bactérias desenvolvidos com a falta de higiene são responsáveis pela morte de beija-flores e outros passarinhos e com isso todos concordam. 

    Para evitar a proliferação de fungos, troque a solução e higienize os bebedouros diariamente.


     Esvazie os recipientes, esfregue os buraquinhos e o interior com uma escovinha de lavar mamadeiras e um pouco de detergente neutro e enxague abundantemente. Se precisar, utilize um palito de dentes para remover qualquer outra sujeirinha.


    Ao menos uma vez por semana deixe os recipientes de molho em uma solução composta de um litro de água para cada colher de água sanitária. 

Não se deve mudar o lugar dos bebedouros



     Há quem afirme que não se deve mudar o lugar dos bebedouros, porque os animais são territoriais e defendem a área exclusiva. 

     Discordo. Existem beija-flores que se adonam do território, perseguem e afugentam qualquer outro pássaro que tente se aproximar do "seu" bebedouro.

     Disponho um, sempre no mesmo lugar, e outros que ofereço em espaços variados e sempre alterados, justamente para evitar as "guerras" e dar oportunidade a que todos os beija-flores e passarinhos apreciadores da mistura se fartem dela.

     Mais uma vez o bom senso: como os pássaros se alimentam, na natureza? 


     Eles saem em busca do alimento e utilizam-se se seus sentidos. 

     A visão dos beija-flores é apurada: podem identificas cores e são um dos poucos animais capazes de detectar as cores no espectro ultravioleta. 

     Nessa busca encontram flores, insetos e pequenas aranhas, onde encontram a dieta perfeita para sua sobrevivência.  

Antes de anoitecer, retirar as garrafinhas


     Morcegos que se alimentam de frutos (frugívoros) também gostam de água doce. 

     Se você não retirar o alimento antes do escurecer, compartilhará o espaço com eles. 

Em tempo: não seja covarde! Jamais aprisione passarinhos, jamais compre armadilhas, arapucas. Além de crime, é uma judiação tirar a alegria das pequenas criaturas, para que você, em seu egoísmo, as aprecie, confinadas. 

GOSTOU? COMPARTILHE. NÃO GOSTOU? COMENTE. SEMPRE É POSSÍVEL MELHORAR

 

Escreva, comente. Se para elogiar, obrigada. Mas posso ter pecado e truncado o texto, cometido algum erro ou deslize (não seria a primeira vez). Comentando ajudará a mim e àqueles que lerão o texto depois de você. Culpa minha, eu sei. Por isso me redimo, agradeço e tentarei ser melhor, da próxima vez. 


 Obrigada pela visita!

QUER RECEBER DICAS? SIGA O BLOG. 

SEJA LEAL. NÃO COPIE, COMPARTILHE.
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Respeite o direito autoral.
Gostou? Clique, visite os blogs, comente. É só acessar:

VERDEGLÓRIA TERRÁRIOS E ARTESANATO ECOLÓGICO

CHAPÉU DE PRAIA

MEU QUADRADO

"CAUSOS": COLEGAS, AMIGOS, PROFESSORES

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS
PRODUÇÃO JURÍDICA
JUIZADO ESPECIAL CÍVEL (O JUIZADO DE PEQUENAS CAUSAS)

e os mais, na coluna ao lado. Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Um abraço!
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week! 

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

Postar um comentário

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG