PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

terça-feira, 21 de julho de 2015

ITANHAÉM: CONHEÇA A "AMAZÔNIA PAULISTA". Aprecie a cidade, através das belas imagens. Depois visite-a, para ver tudo pessoalmente. Itanhaém, litoral sul paulista.

Natureza e integração. Assim leio a cidade que adoto como minha. 
centro histórico

Calçadas limpas e decoradas com gramados, flores e arbustos (o conceito de calçada verde parece uma regra)nas casas, fruteiras (mangueiras, coqueiros, bananeiras, ameixeiras, pés de acerola, goiaba, graviola, abacate, jaca, pitanga, limão, e o mais que a terra aceitar), árvores com flores ou simplesmente copas grandiosas que abrigam e protegem contra o sol, como o chapéu de couro e a pingadeira, que são destaques na região; hortas, gramados e jardins, simples ou exuberantes, em...
terrenos generosos. Na praia, além dos tradicionais coqueiros, maciços de pinheiros recebem os frequentadores.
Sinto-me como em uma cidade do interior, na praia.
É essa exatamente a descrição que me fizeram os primeiros contatos do lugar: "uma cidade do interior, na praia", e assim me sinto em Itanhaém.
Na sintonia da expressão consigo harmonizar minhas duas paixões: a praia e o mato; o litoral e o interior; a água salgada e a água doce.

A primeira atração é, sempre, o mar: azul, verde, cinza, turquesa, marinho e até caribenho.
Rio Itanhaém
Escuro, claro, porque o mar não é um; é um a cada momento, dependendo de quanto chove, da cor do céu, do vento, das correntezas, mas sempre limpo e transparente. É um caso raro em que as pesquisas sobre a poluição atestam, no mais das vezes, a excelência das águas cristalinas. 
A atestar a qualidade das águas há os frequentadores naturais do lugar: milhares de bolachas do mar, conchas e, vez ou outra, uma tartaruga marinha.
Esse mar, em Itanhaém, recebe as águas de um rio tortuoso, com afluentes em cada "esse" ou "cê" formado das sinuosidades de águas preservadas, que abastecem a cidade e dão origem à chamada "Amazônia Paulista".  
Daí a extraordinária profusão de passarinhos que visitam nossos quintais.

As visitas ao Rio Itanhaém, no além da foz, são feitas por barco e é preciso agendar com antecedência. Valem a pena. 
Adiante encontramos, nos passeios programados, cachoeiras, nascentes, flora e fauna quase intactas.

Uma caminhada pelas ruas também será recompensada, dada a diversidade da arquitetura e a criatividade dos construtores: casas imensas ou pequeninas, com sotaque itanhaense: o pensar os detalhes, as particularidades, o conforto e a integração à natureza.
É como se cada construção transmitisse a identidade do morador, em estilo rústico ou urbano: tantos detalhes surpreendem, nos muros, nas calçadas, nas fachadas e no mais que se possa visualizar.
Siga adiante pelas ruas retratadas nas fotografias e sinta o clima do lugar.
Vai entender porque adotei a cidade como minha. 
Você vai se apaixonar também.
Seja leal. Respeite os direitos autorais. 
Faça uma visita aos blogs. Terei prazer em recebê-lo. Seja um seguidor. Para acompanhar as publicações, clique na caixa “notifique-me”:
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week!

Maria da Glória Perez Delgado Sanches

ITANHAÉM: ABOUT "THE AMAZON Paulista". Enjoy the city, through beautiful images. Then visit it, to see it all in person. Itanhaém, São Paulo's south coast. Nature and integration. So I read that the city adopt as my own. Clean sidewalks and decorated with lawns, flowers and shrubs (the concept of green sidewalk seems a rule); in the houses, fruit trees (mango trees, coconut trees, banana trees, plum trees, cherry feet, guava, soursop, avocado, jackfruit, cherry, lemon, and the more that the land take), trees with flowers or simply grand canopies that shelter and protect against the sun, such as leather hat and drip tray, which are featured in the region; gardens, lawns and gardens, single or lush in ...

Itanhaém: SOBRE "EL AMAZONAS Paulista". Disfrute de la ciudad, a través de bellas imágenes. A continuación, visita que, para verlo todo en persona. Itanhaém, la costa sur de São Paulo. Naturaleza y la integración. Así que leí que la ciudad adopte como la mía. Aceras limpias y decoradas con césped, flores y arbustos (el concepto de la acera verde parece una regla); en las casas, árboles frutales (mangos, cocoteros, plátanos, ciruelos, pies cereza, guayaba, guanábana, aguacate, sandía, cereza, limón, y cuanto más que la asimilación de la tierra), los árboles con flores o simplemente grandes pabellones que albergan y protegen contra el sol, como el sombrero de cuero y la bandeja de goteo, que se presentó en la región; jardines, céspedes y jardines, simples o exuberantes en ...
























Postar um comentário

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG