PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

COMO FAZER GRANOLA OU MUESLI

Fazer granola caseira é muito fácil e garante o consumo de um produto com mais qualidade, natural, saudável e personalizado, além de ser muito mais barato do que se você fosse comprá-lo.


          Gosto de comer a minha granola: com salada de frutas, iogurte, sorvete, açaí ou mesmo pura (meu sogro diz que é comida de passarinho). 

          Os elementos básicos são a aveia, o óleo e o mel ou açúcar (mascavo ou demerara): se quer um alimento natural e nutritivo, o açúcar refinado passa longe, certo?

          Há, entre os três tipos de adoçantes naturais, algumas peculiaridades: o mel e o mascavo garantem maior crocância e a cor mais moreninha; com o demerara, a granola fica mais clara. O mascavo trará um sabor particular, uma vez que lembra rapadura moída. 

          As granolas compradas prontas têm, na maioria das vezes, gosto de óleo... 
de soja (argh!). Por isso é recomendável o óleo de milho ou girassol. Sexta-feira fiz a granola com azeite de oliva e ficou muito saborosa: não ficou com gosto de azeitonas e sei que é saudável. E hoje recebi a sugestão de fazê-la com óleo de coco. A intenção é justamente essa: produzir um alimento mais saudável, com a maior qualidade possível.


          A quantidade de cada elemento será determinada por você: mais crocante, menos crocante, mais ou menos doce, mais ou menos frutas. 

          Vou explicar como fiz a granola da sexta-feira e as variações possíveis, ok? 

          Utilizei os seguintes ingredientes: aveia em flocos, azeite de oliva, açúcar demerara, coco ralado, morangos, uvas passas, tâmaras, damasco e All Bran.

          Forre uma forma grande com duas caixas de aveia em flocos e regue generosamente com óleo ou azeite.  Acrescente o mel ou o açúcar mascavo ou demerara. 

          No meu caso, nesta etapa também juntei os morangos (colhidos do quintal, fatiados e amassados) e o coco ralado.

          Leve ao forno e mexa, de vez em quando, para que toste por igual. 

          Quando estiver dourada, junte as uvas passas, as tâmaras e o damasco, estes dois picados.


GOSTOU? COMPARTILHE. NÃO GOSTOU? COMENTE. SEMPRE É POSSÍVEL MELHORAR

          Espere mais alguns minutos, desligue o forno. Acrescente o All Bran e espere esfriar completamente para guardar em potes fechados. Ao final, enchi um pote enorme (desses de palmito) e um médio (de mel), absolutamente cheios.

          O importante é que o produto esteja completamente seco, para que se conserve por muito tempo. 

          Se você assar as uvas passas elas ficarão muito duras, desidratadas demais (uvas ou qualquer outra fruta seca). É o que ocorre com muita granola comprada pronta: você precisa hidratar a fruta para poder sentir um pouco de sabor - ele foi embora na quentura do forno e você ainda corre o risco de quebrar um dente. Se juntar o ingrediente apenas ao final, ela ficará macia e saborosa. 

        
          Já usei cascas de maçã, amêndoas, castanhas do pará, banana passa, linhaça, chia, crispies e corn flakes. 

          No caso das cascas de maçã ou qualquer outro elemento fresco, é preciso desidratá-lo. Você pode deixá-lo sobre um pano de prato, coberto por uma peneirinha, ao sol, por vários dias, ou assá-lo junto com a aveia, como fiz com os morangos. O importante é ter a certeza de que ele está suficientemente desidratado.

          Minhas experiências, por mais que satisfaçam o meu paladar, nunca se repetem e não são limite à sua imaginação. Que tal utilizar noz pecã, cevada, abacaxi, pera, figos ou pêssego secos?

         Se você gosta, que tal caprichar no mel e, ao invés de misturar, prensar a mistura e preparar barras de cereal com frutas? 

         Faço a minha granola e também o iogurte e o sorvete; tenho plantados o açaí (que deve demorar a produzir) e muitas frutas para compor uma deliciosa salada. 

          O certo é que, produzindo em casa, agora, meus planos para as próximas granolas incluem frutos orgânicos e originais a um custo mínimo: physalis, amoras, morangos, morangos silvestres, maria pretinha, bananas, laranjas, figos, cabeludinha, grumixama (uma espécie de cereja brasileira), açaí, orvalho (ou uvaia), nêsperas. 

          O próximo passo? Fazer uma secadora. Pronta, conto como ficou.

  Obrigada pela visita!

QUER RECEBER DICAS? SIGA O BLOG. 

SEJA LEAL. NÃO COPIE, COMPARTILHE.
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Respeite o direito autoral.
Gostou? Clique, visite os blogs, comente. É só acessar:

BELA ITANHAÉM

TROCANDO EM MIÚDOS

"CAUSOS": COLEGAS, AMIGOS, PROFESSORES

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS
PRODUÇÃO JURÍDICA
JUIZADO ESPECIAL CÍVEL (O JUIZADO DE PEQUENAS CAUSAS)

e os mais, na coluna ao lado. Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Um abraço!
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week! 
Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

HOW DO GRANOLA OR MUESLI Make homemade granola is very easy and guarantees the consumer a product with more quality, natural, healthy and personalized, and is much cheaper than if you were buying it.


¿CÓMO granola o muesli Hacer granola casera es muy fácil y garantiza al consumidor un producto con más calidad, natural, sano y personalizado, y es mucho más barato que si se compra la misma.
Postar um comentário

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG