PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

terça-feira, 23 de junho de 2015

VOCÊ JÁ CATOU LIXO HOJE? Você é daqueles que criticam ou tem uma atitude proativa?

É muito fácil jogar pedras no telhado do vizinho e nos esquecer que o nosso é de vidro.
É fácil, também, criticar: nossas ruas são lixeiras a céu aberto; nosso povo não tem educação; as ruas, em tal cidade ou qual país, são limpas, não se encontra um cisco, enquanto as nossas...
Cuidar do que é nosso - inclusive do lixo que produzimos - não é tarefa difícil. A ordem do dia, agora, é classificá-lo, separá-lo e... (clique em "mais informações" para ler mais)
dispô-lo da maneira correta: papel, plástico, alumínio, orgânico, vidro. Porque povo limpo é povo desenvolvido. E se o governo não faz a parte dele, podemos nos sentir melhores cidadãos e fazer a nossa.
A tarefa pararia por aí? Quantos de nós recolhemos lixo, nas ruas, nas praias, nos parques?
Já pensou em fazê-lo, quando vê um jornal, um folheto, um saco plástico? Ou você simplesmente passa por cima?
Esse é o trabalho do resgatador de estrelas do mar: aquela estrela conta. Para ela conta.
Um saco de lixo a menos nas ruas é um risco a menos de queda, um bueiro a menos estupido, uma calçada mais bonita para nossos olhos. 
Dois dedinhos e a caminhada à lixeira mais próxima (dispostas pela prefeitura, em bares ou qualquer estabelecimento comercial): é tudo o que precisamos.
As ruas, parques e praias são extensões de nossos quintais. Se recebemos gente não tão educada em casa, se convivemos com elas, por que não aceitá-las e fazer a nossa parte, que é a de arrumar o quintal, depois da bagunça? 
Um pouquinho todos os dias e o exemplo, multiplicado, pode realizar milagres.
É  o que fazem muitos religiosos e estudantes, em dias determinados. Entretanto, tais atitudes, se bem que elogiáveis, devem se estender ao cotidiano, tornar-se a coisa um hábito.
Então, virão em nosso quintal (as calçadas pelas quais passamos) e dirão: "Nossa! Ali tudo é uma beleza! Não há um cisco nas ruas!"
Ah! Você pode se acanhar e pensar: "O que os outros vão dizer?" 
Por experiência, adianto: vão se admirar, elogiar e dizer: "Se todos fizessem igual, a cidade seria linda!"

Seja leal. Respeite os direitos autorais. 
Faça uma visita aos blogs. Terei prazer em recebê-lo. Seja um seguidor. Para acompanhar as publicações, clique na caixa “notifique-me”:
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week!
Maria da Glória Perez Delgado Sanches

YOU ALREADY HARVESTED GARBAGE TODAY? You are those who criticize or have a proactive attitude? It is very easy to throw stones on the roof of the neighbor and forget that ours is glass. It's easy, too, criticize: our streets are trash cans in the open; our people have no education; the streets in that city or country which are clean, there is not a speck while our ...
USTED YA cosechado BASURA HOY? Vosotros sois los que criticar o tener una actitud proactiva? Es muy fácil tirar piedras sobre el tejado del vecino y se olvide de que el nuestro es de vidrio. Es fácil, también, criticar: nuestras calles son botes de basura a cielo abierto; nuestro pueblo no tienen la educación; las calles de esa ciudad o país que son limpias, no hay una mota mientras que nuestro ...

Postar um comentário

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG