PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Projeto “Linha do Horizonte de Combate à Evasão Escolar” chega a Mandaguaçu com palestra no Colégio Estadual Parigot de Souza

O Juiz de Direito da Comarca de Maringá Max Paskin Neto e o Promotor de Justiça Marcelo Alessandro Gobbato visitaram na noite de 12 de agosto o Colégio Estadual Parigot de Souza, na cidade de Mandaguaçu, onde proferiram palestra a 250 alunos.

A palestra faz parte do projeto 'Linha do Horizonte de Combate à Evasão Escolar', e não é a única, já há perspectiva do evento nas Comarcas de Campo Mourão, Castelo Branco, Paranavaí.
Sobre o Projeto
O projeto social ‘Linha do Horizonte’, nasceu em 2014 com o simples propósito de (clique em "mais informações" para ler mais)
iniciar uma série de visitas a escolas para conversar com os alunos e estimulá-los a se dedicarem cada vez mais aos estudos.
Hoje, sem perder a sua essência, o projeto evoluiu para ganhar novos objetivos, dentre os quais o combate à evasão escolar no ensino médio, o fortalecimento da rede familiar e o apoio a educadores que trabalham na rede de ensino.
O projeto faz isso focando em um trabalho de contextualização e fortalecimento de base de cada público alvo (alunos, pais e educadores).
O trabalho é dividido em três palestras. Uma primeira denominada “O adolescente e o futuro”, é dirigida aos adolescentes a partir dos 12 anos de idade, e toma a forma de uma palestra motivacional. O palestrante conta um pouco da sua trajetória de vida, contextua o adolescente em relação ao seu momento no mundo e a função da escola. Cria-se um laço de identificação com os jovens afim de apresentar a eles o caminho dos estudos como forma de atingir o tão desejado destaque na vida.
A segunda palestra é voltada aos pais e é denominada de “O abandono intelectual e afetivo dos filhos”. Para este público, os oradores ressaltam a importância do fortalecimento dos laços familiares e o papel da família como o núcleo central na formação dos jovens. A ideia é falar sobre o abandono em diferentes âmbitos: físico, intelectual e psicológico, além dos aspectos jurídicos. Esse encontro visa principalmente a integração entre escola e pais, tentando facilitar a permanência do aluno na escola, a valorização do gosto à leitura, esportes, artes, etc.
Os pais têm a oportunidade de ouvir e refletir sobre a posição do Judiciário sobre várias questões como: pensão alimentícia; responsabilidade na educação dos filhos; autoridade familiar; lei Maria da Penha e lei da palmada. Além disso, recebem informações a respeito do enfoque psicológico da formação de um núcleo familiar saudável.
A premissa aqui é de que independentemente do grau de escolaridade dos pais, é necessário que estimulem os filhos a buscarem conhecimento e tenham motivação para irem à escola. Se não derem atenção, a criança não se sentirá prestigiada.
A terceira palestra nasceu de sucessivos convites para falar com os educadores a respeito do plano decenal de ensino e dos direitos e deveres do Estatuto da Criança e do Adolescente. Nesse encontro, trabalhamos muito a ideia de autoridade, a teleológica dos direitos e deveres e a densidade e valorização da função do educador.
Fonte: TJPR
Seja leal. Respeite os direitos autorais. 
Faça uma visita aos blogs. Terei prazer em recebê-lo. Seja um seguidor. Para acompanhar as publicações, clique na caixa “notifique-me”:
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week!
Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Project "Horizon Line to Combat School Failure" reaches Mandaguaçu to lecture at the State College Parigot de Souza
Proyecto "Horizonte Línea de Lucha contra Fracaso Escolar" alcanza Mandaguaçu a dar una conferencia en el Colegio del Estado Parigot de Souza
Postar um comentário

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG