PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Arroz brasileiro ajuda colombianos e equatorianos


A escola Campo Elías Bravo é uma escola rural na província de Carchi, Equador, perto da fronteira com a Colômbia. Ali são educadas 32 crianças da comunidade Chulamúes, das quais 40% são colombianos ou cujos pais vieram da Colômbia. Muitos fugiram da violência e procuraram refúgio deste lado da fronteira. Mas a vida continua: estes pequenos devem estudar, mas para se concentrar em seus estudos também devem comer.

Arroz brasileiros ajuda nações vizinhas. (Foto: WFP)
Em 28 de setembro, poucas semanas após o início do novo ano letivo, oficiais do Programa Mundial de Alimentos (PMA) visitaram a escola Campo Elías Bravo para ver como está funcionando a merenda escolar apoiado pelo PMA. Os pequenos estudantes estavam comendo arroz com feijão, batata e...
uma salada de alface e tomate.
O menino de boné e que montou a palavra Brasil com grãos de arroz se chama Carlos, não sabemos exatamente quantos anos tem, mas talvez cerca de 10 anos. A outra criança mais jovem chama-se Steven e está no jardim de infância.
Carlos almoça arroz doado pelo Brasil. (WFP/Leonardo Hinojosa)
Escrever a palavra Brasil com arroz não é só bom exercício de motricidade fina: também ajuda as crianças a perceber de onde vem o arroz que estão comendo. Explicamos que o arroz viajou todo o continente para acompanhar o feijão e a salada.
Graças a uma oferta generosa do Brasil, o PMA entrega arroz como parte de suas porções para escolas em áreas vulneráveis, perto da fronteira. Assim, as crianças podem ter um almoço complementado por frutas e legumes cultivados por pequenos agricultores locais.
As associações de pequenos agricultores – principalmente mulheres – levam seus produtos toda segunda-feira para as escolas, e os pais se organizam para ajudar a preparar as refeições de seus filhos.
Steven, que está no jardim de infância, come seu almoço. (WFP/Leonardo Hinojosa)
É importante que as crianças se alimentem bem para que tenham energia e entusiasmo para assistir às aulas e para brincar. Eles e suas famílias estão aprendendo na escola sobre a importância de uma boa nutrição. Agora eles sabem que o prato de comida deve ser colorido, ter carboidratos, legumes e proteínas.
Há algo de muito bom na escola: apesar de não ter espaço para uma horta – mesmo estando em uma comunidade rural – a colaboração dos pais é excelente, sendo que um deles forneceu o terreno. Agora eles estão fazendo uma horta escolar para plantar vegetais que em breve servirão de almoço para as crianças. Assim os pratos vão ter o branco do arroz entre outras cores.

Mais sobre o PMA

O PMA é a maior agência humanitária do mundo lutando contra a fome em diferentes países. A cada ano, o PMA alimenta em média mais de 90 milhões de pessoas em mais de 70 países.
No Brasil, foi criado o Centro de Excelência contra a Fome com o objetivo de promover políticas nacionais sustentáveis de segurança alimentar e nutricional, com base nos sucessos da experiência brasileira. Para mais informações clique aqui. O Centro também está no Twitter e no Facebook.
Fonte: ONU
Blog parceiro
Conheça mais. Faça uma visita blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, português, poemas e crônicas ("causos"): http://www.blogger.com/profile/14087164358419572567
Pergunte, comente, questione, critique.
Terei muito prazer em recebê-lo.
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week!
Postar um comentário

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG