PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

CAMA QUE VIRA BANCO, GARRAFA QUE VIRA LUSTRE, LUSTRE QUE VIRA VASO, BANHEIRO REPAGINADO E UM MUNDO DE ALMOFADAS: O ANO COMEÇOU MUUUUITO BEM!

Vida nova. Desde 1º de dezembro em Itanhaém (o marido veio mais cedo), precisei de adaptação. E as "férias" vieram, bem a propósito, com o recesso de final de ano.
Afinal, ambiente de trabalho e casa novos exigem a acomodação a novos hábitos e, no meu caso, a novas ideias. Sempre relendo materiais e espaços.
Parece bobagem, mas são tantos os cantinhos mágicos ou potencialmente  mágicos (ou seja, tudo, em  toda parte), que tenho que segurar a ansiedade, ou começo um milhão de coisas e não terei tempo para acabá-las. Chega de canteiro de obras.
Reciclagem, faça você mesmo, móveis rústicos, brechós e bazaresVisitei lojas,  (clique em "mais informações" para ler mais)
tanto em São Paulo como em Itanhaém: artesanato, decoração, artigos indianos, móveis rústicos, brechós e bazares. E sites. Tudo para colher dicas, novidades e aproveitar boas oportunidades. 
Afinal, as expectativas não são das melhores, mas renovar é, sempre, preciso, para o conforto do espírito e do coração. 
Na Vinte e Cinco de Março comprei tintas (vitral, tecidos, artesanato e outra ainda, para pintar pratos e vidros, que vai ao forno). 
Conchas, penas, coco, palha e madeira. Artesanato praianoNão vi diferença de preço entre os produtos que adquiri e os comercializados na internet. O melhor da Vinte e Cinco era a quantidade de ofertas, embora em poucas lojas (não encontrei tinta vitral no bairro - Ipiranga -, nem nos Armarinhos Fernando) e a certeza de levar o produto na hora.
Com a tinta que vai ao forno (150º) pintei orações, para guarnecer a gruta-oratório; fiz de garrafas, lustres, e de lustres, vasos; vitral em diversos materiais, com efeitos fantásticos. É matéria para as próximas postagens. As possibilidades são infinitas!
A cama de casal na qual dormíamos, em São Paulo, foi transformada em um banco (ou um sofá). Difícil foi convencer o marido, que afinal ajudou um bocado na hora das mãos à obra. Ficou lindo! 
Mais tecido, mais almofadas, de diversos formatos e combinações, forro para as banquetas, agora reformadas e saquinhos charmosos que funcionam  como pesos para portas teimosas. 
Delicadas, exigentes e únicas. Há quem as conheça, apenas, de exposiçõesO quintal, que Deus renova todos os dias (no sempre florescer e na geração de rebentos), ganhou mais plantas, árvores frutíferas e podas diferentes (não topiaria como cerca viva ou formas duvidosas, mas poda para melhor floração). 
Vantagens da culinária natural. Verduras que a natureza - ou Deus - nos oferece. Não é erva daninha, mas uma bênção.A horta e a roça não foram esquecidas e produzem novas verduras e legumes. 
Os banheiros, que eram um caso sério (eu detestava as louças antigas) ganharam cara nova: ficaram lindos, super charmosos, e gastei muito pouco para repaginá-los.
Aprenda a fazer um filtro dos sonhos ou dreamcath. Significado, lenda, artesanato.
Aprendi a fazer filtros dos sonhos (oba!!). Aqueles círculos mágicos com teia, penas e coisas penduradas. Fiz alguns, que ficaram maravilhosos e ensinei amigos a fazê-los. Aqueles que vieram em casa. 
Agora é a vez de passar tudo para o blog. É muito fácil e você vai adorar. 
Recebi os amigos e as filhas e passeei bastante: o mar, tão lindo e tão pertinho, é sempre um convite, as varas de pesca, também, e o Guaraú, na Reserva Ecológica da Juréia, é lindo!

Também salvamos um bem-te-vi e um periquito, ambos filhotes. 
O bem-te-vi é silvestre, passou um dia e uma noite em casa, sob nossos cuidados (a asinha estava machucada e o bichinho, estressado), e foi devolvido à natureza; o periquitinho é nascido em gaiola e precisa de um lar (olhe a cara do fotogênico aí embaixo). É São Francisco fazendo seu trabalho.
Um  2016 com muita paz, harmonia, saúde e prosperidade! E que Deus ilumine você e sua família, para que o paraíso seja o presente, agora mesmo, e todos os dias, em sua vida.
 Seja leal. Respeite os direitos autorais. 
Faça uma visita aos blogs. Terei prazer em recebê-lo. Seja um seguidor. Para acompanhar as publicações, clique na caixa “notifique-me”:
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week!

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Postar um comentário

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG