PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

quinta-feira, 30 de junho de 2016

ACORDE PARA A VIDA. SINTA, DESPERTE E LEVE CONSIGO O NECESSÁRIO PARA UM BOM DIA. O homem cinza e o homem de luz.


Acorde devagar. Espreguice-se, alongando e sentindo os músculos, revivendo seu corpo. 


Respire profundamente, bem devagar. 
Imagine a vida fluir e a energia circular sem traves, sem entraves, sem barreiras.
Imagine um cenário tranquilo: lago, sol, montanha ou praia: o beijar dos raios iluminados, o refluir das ondas, a relva acariciada pelo vento. Ouça o mar, o vento, ouça sua respiração.
Se tiver alguém ao lado, envolva-o em um abraço apenas com seu olhar: lerdo, preguiçoso, carinhoso. Como uma bênção.
Olhe ao seu redor e relembre histórias guardadas com os objetos que...
o circundam: porta, janela, a camiseta, um lápis. Toque, sinta, interaja ativando seus sentidos. Esfregue as fibras entre os dedos. Sinta.
"Cada coisa" é particular em suas particularidades, em seus segredos e reminiscências: até os riscos e lascados contam histórias e tornam "cada coisa" única. Então ela passa a ser. São esses riscados que fazem nossa história, nos tornam pessoas especiais, não os dons que recebemos por herança.
Levante-se e sinta seus pés, como eles tocam o chão e o contato desse chão. 
Então olhe-se no espelho e sorria para aquela pessoa que o observa, do outro lado. Lembre-se dos vários olhares que ela já lhe dirigiu durante a vida.
Pode parecer que esta que observa, agora, é outra pessoa. Na verdade, é a soma de todas elas, de cada uma das que o observou, por todos os dias, em tantos anos. Carregada de expectativas, a cada manhã; no mais das vezes, frustradas durante o dia. Expectativas frustradas justamente porque espera-se mais e mais rapidamente, espera-se demais. Prende-se demais. Liberte-se.
Quando sair de casa, agradeça. Agradeça por ter para onde voltar e para onde ir. Agradeça por ter mais um dia e faça o melhor possível com as horas que terá à sua disposição.
Observe seu entorno e se surpreenda: com um pássaro, uma folha que cai ou uma flor que desabrocha ou, ainda, o sorriso da criança que passa. Tenha esse sorriso em seus olhos, o sorriso daquele que descobre, que se anima, que está vivo e vive o presente, o agora. 
Concentre-se na vida: sorria, simplesmente. Devolva sorrisos recebidos.
Desenvolver a arte do sorriso melhorará sua autoestima, sua moral, abrirá portas, será benéfica a sua saúde, pele e aparência geral.
Já conheci e você também, tenho a certeza, gente cinza. Gente que marca o rosto com expressões azedas ou amargas. Não se iluda: plásticas só fazem milagres passageiros: se forem mantidos os mesmos sentimentos e pensamentos, o rosto será marcado, outra vez, pelas mesmas expressões. É porque, para as "pessoas cinzas", a cor não existe, como não existe a luz. nelas a felicidade não consegue se desenvolver.
Felicidade?
Ninguém é feliz o tempo todo. Podemos nos doutrinar para encontrar um caminho mais tranquilo ou ainda que encontremos pedras e espinhos, se tivermos a consciência de que, adiante, a relva é macia, as pontas nos parecerão menos afiadas.
É o oposto do que acontece com a gente cinza: quando trilham a felpa verde, mantém a lembrança das dores e sofrem por antecipação o que à frente, um dia - quem sabe, não é mesmo? -, encontrarão.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Respeite o direito autoral.
Gostou? Clique, conheça os blogs. É só acessar:

BELA ITANHAÉM

TROCANDO EM MIÚDOS

"CAUSOS": COLEGAS, AMIGOS, PROFESSORES

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS
PRODUÇÃO JURÍDICA
JUIZADO ESPECIAL CÍVEL (O JUIZADO DE PEQUENAS CAUSAS)

e os mais, na coluna ao lado. Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Um abraço!
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week! 

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches
Postar um comentário

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG