PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Aluna de 81 anos está entre os formandos dos cursos de Panificação, Confeitaria e Padaria

Mais uma turma acaba de receber o certificado de conclusão dos cursos de Panificação, Confeitaria e o Projeto Padaria Artesanal na noite desta quarta-feira (10), no anfiteatro da E.M. Noêmia Salles Padovan. Entre os formandos, uma aluna se destaca.
Aos 81 anos, Maria C. de Lara se emociona ao ter nas mãos o resultado de mais uma qualificação.
Habilidade em produzir pães, doces e salgados para os netos sempre foi o desejo da aposentada, que se emocionou ao receber o certificado. “Mais uma etapa concluída”, conta a senhora. “Fiz o curso porque sempre quis fazer comidas diferentes, e com as aulas consegui realizar o meu sonho”, ressalta.
Com a duração de cinco meses (60 horas), o curso ensinou os alunos a produzirem pães, bolos e outros produtos da área de panificação. No término das aulas, os formandos saem aptos para trabalhar em padarias, docerias e supermercados. No total, foram 84 alunos certificados.
Os cursos de Panificação e Confeitaria foram realizados em parceria com o Centro de Treinamento Profissionalizante de Itanhaém (CETPI), Casa da Mulher, Associação de Moradores do Guapiranga, Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA), Associação dos Amigos Moradores das Áreas Verdes de Itanhaém (AAMAVI), além do projeto Padaria Artesanal do Estado de São Paulo e Rotary Club.
Com a qualificação, Luan da Silva, de 21 anos, conquistou uma vaga no mercado de trabalho e hoje atua como auxiliar de padeiro em uma rede de supermercado em Itanhaém. “Fico contente porque o curso me deu a chance de ingressar em um emprego e auxiliar nas atividades da cozinha. Sempre quis fazer pão. E usar esta habilidade na minha profissão é excelente”, conclui.
Na ocasião, estiveram presentes o prefeito Marco Aurélio Gomes, os secretários de Educação, Cultura e Esportes, Luci Cristina Charif; Assistência e Desenvolvimento Social, Douglas de Assis; Habitação, Rogério Bechelli Mucci; além dos vereadoresTiago Cervantes e Conrado Carrasco, entre outras autoridades.
“O papel do governo é gerar uma melhor condição de vida para a população, visando dar o melhor atendimento público aos moradores de Itanhaém”, conclui o prefeito Marco Aurélio.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Prefeitura de Itanhaém

Comente, divulgue, assine. Será sempre bem recebido!
Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

Postar um comentário

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG