PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

TROQUE ÓLEO USADO POR SABÃO E PRESERVE O MEIO AMBIENTE

EU JUNTO. E VOCÊ?

Família pequena, não amante de frituras, uso pouco óleo. Mas junto. E demoro bastante (meses!) para completar uma garrafa pet, para que possa levá-la ao supermercado.
O que importa não são as barras de sabão, mas o que consigo garantir para que o mundo seja mais belo e sustentável: água mais limpa, mais peixes vivos, mais verde e menos ratos e baratas. 
Só por isso vale a pena. Muito.
O Instituto Triângulo, que inovou ao lançar a solução para os resíduos de óleo...
de cozinha, estendeu a coleta de óleo para municípios além do ABC paulista e muitos deles não constam da relação disponibilizada no site*. Aqui em Itanhaém, no litoral sul do estado, entrego as garrafas no Supermercado Krill, no bairro Belas Artes. Com certeza, outras unidades também aderiram ao projeto. 
No caso do Krill, não há a troca por barras de sabão, pois é outra instituição que coleta o óleo. Quem se importa? Não são algumas barras que vão fazer a diferença.
A diferença está na atitude, no comprometimento com o meio ambiente.
Se eu não levar para quem aproveita, o que fazer com ele? Contamino o rio, o lençol freático? Melhor não.


GOSTOU? COMPARTILHE. NÃO GOSTOU? COMENTE. SEMPRE É POSSÍVEL MELHORAR

É possível promover a coleta em qualquer lugar: no seu trabalho, na igreja, na escola. Basta entrar em contato com a ONG ou uma das empresas parceiras e divulgar tanto o ponto como os benefícios ao meio ambiente. Patrocinam a ideia a Bunge (fabricante do óleo Soya), a Ultragaz, a Unimed ABC.
No Facebook**, as empresas que aderem ao projeto marcam presença. 
A associação da imagem da empresa com a ONG é benéfica, pois promocional: além de beneficiar o meio ambiente, convida as pessoas para conhecer as instalações. É ou não uma boa idéia?

*    http://www.triangulo.org.br/
**   Facebook: InstitutoTriangulo

O INSTITUTO TRIÂNGULO

Em 2002 alguns amigos se mobilizaram para passar de casa em casa orientando as pessoas quanto aos impactos negativos do óleo de cozinha quando, depois de usado, é descartado de forma incorreta. Os agentes ambientais apontavam uma possível solução e informavam a maneira correta de armazenar o óleo vegetal usado para que, em uma visita posterior, este resíduo fosse coletado pela Ação Triângulo e transformado em sabão.
Esta atitude sustentável foi muito bem incorporada pelas pessoas do bairro e logo se expandiu para outros pontos da cidade de Santo André, no ABC paulista. Isso fez com que a ação ganhasse força e o reconhecimento da Petrobrás. 
Alguns anos mais tarde, com patrocínio, a micro ação se tornou macro e passou a atender todas as cidades do Grande ABC e parte da Capital Paulista. 
Assim, conquistou novos patrocínios como os da Bunge alimentos, por meio do projeto Soya Recicla e o patrocínio da Unimed ABC.
Com estes apoios a estrutura se fortaleceu e, em 2007, a Ação Triângulo aumentou o número de agentes socioambientais levando sustentabilidade a mais de 60 mil residências da Grande São Paulo. Através da campanha casa a casa e do jornal Planeta Cidade (um dos primeiros com conteúdo totalmente ligado a questão ambiental).

A ação de coleta de óleo vegetal usado possibilitou o surgimento de novas ações para atender empresas que buscavam incorporar atitudes sustentáveis no dia-a-dia de seus colaboradores e para as instituições que queriam praticar esta nova forma de desenvolvimento. Neste momento a Ação Triângulo passa a ser Instituto Triângulo de Desenvolvimento Sustentável.
Surge então uma nova fase, onde o Instituto Triângulo torna-se referência em ações de sustentabilidade por conta de sua versatilidade comunicativa e sua criatividade. O que passou a render prêmios e reconhecimentos, como a certificação de OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Publico) do governo Federal, a inclusão no Anuário de Gestão Ambiental por cinco anos consecutivos, apontado por 500 empresas brasileiras como uma das principais ONGs do país, o prêmio Marketing Best por ações de interesse publico, entre outros.


SEJA LEAL. NÃO COPIE, COMPARTILHE.

Em janeiro de 2012, ano em que o Instituto Triângulo completou 10 anos, foi lançada a campanha Junte Óleo, uma ação de mobilização em rede, que reúne toda a experiência do Instituto na adoção de práticas sustentáveis para as pessoas que vivem no ambiente urbano.
A Campanha Junte Óleo é baseada na construção de uma rede de atitudes sustentáveis por meio da criação dos Pontos de Troca – locais onde a sociedade civil realiza a troca do óleo de cozinha usado (que causa impactos profundamente negativos ao meio ambiente) pelo Sabão Ecológico VivaMundo.
Hoje, os resultados das mobilizações e o recolhimento do óleo de cozinha usado são bem maiores e vem aumentando a cada dia. 
Em 2002, na primeira coleta feita, ainda com carrinhos de feira pelos agentes ambientais Lilian Kiss e Marco Antônio, foram coletados aproximadamente 18 litros de óleo de cozinha usado. Atualmente, a coleta gira em torno de 60 toneladas do resíduo por mês.
Fonte: Instituto Triângulo


CAMPANHA ‘JUNTE ÓLEO’ COLETA MAIS DE 1 TONELADA NO PRIMEIRO SEMESTRE

A colaboração daqueles que participaram junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo da campanha Junte Óleo resultou na arrecadação de 1,125 tonelada no primeiro semestre de 2016. Com isso, 30.781 m³ de água foram preservados com o não lançamento do óleo na rede coletora (equivalente a 12 piscinas olímpicas) e 15,859 toneladas de COdeixaram de ser emitidas. A campanha integra o projeto TJ Sustentável, também do TJSP, que visa auxiliar na proteção ao meio ambiente e incentivar a economia de recursos naturais e bens públicos.
        
Junho foi o mês com o maior volume de coletas, que somaram 330 kg. Para doar o óleo, é preciso armazená-lo em uma garrafa PET e entregar o recipiente nos postos de coleta localizados nos 40 prédios do Judiciário participantes na Capital. Em junho, o edifício do Arquivo Central, no Ipiranga, foi o que mais arrecadou, com 85,12 kg.
        
A ação é fruto de Acordo de Cooperação entre o TJSP e o Instituto Triângulo de Desenvolvimento. Para cada dois litros de óleo usado entregues, o doador recebe uma embalagem com duas barras de sabão produzido pelo instituto a partir do produto coletado. Durante todo o semestre foram entregues 552 kits de sabão.
        
De acordo com o Instituto, os danos ao meio ambiente causados pelo descarte incorreto de óleo são muitos. O líquido entope encanamentos residenciais e atrai ratos e baratas. Ao chegar à rede pública de esgoto, causa entupimentos em proporções maiores, também contribuindo para a proliferação de vetores. Nos rios, o óleo forma uma camada impermeabilizante na superfície que impede a passagem da luz do sol, comprometendo o oxigênio existente e causando a morte dos peixes e da vegetação aquática.

Fonte:        Comunicação Social TJSP 



Se tiver dúvidas, escreva. Com certeza ajudará outros, que também não entenderam o que escrevi. Culpa minha, eu sei. Por isso me redimo, agradeço e tentarei explicar melhor, da próxima vez. 

Obrigada pela visita!

QUER RECEBER DICAS? SIGA O BLOG. 

SEJA LEAL. NÃO COPIE, COMPARTILHE.
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Respeite o direito autoral.
Gostou? Clique, visite os blogs, comente. É só acessar:

BELA ITANHAÉM

TROCANDO EM MIÚDOS

"CAUSOS": COLEGAS, AMIGOS, PROFESSORES

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS
PRODUÇÃO JURÍDICA
JUIZADO ESPECIAL CÍVEL (O JUIZADO DE PEQUENAS CAUSAS)

e os mais, na coluna ao lado. Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Um abraço!
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week! 

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches
Postar um comentário

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG