PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

É BOM COMER MAIS VERDURA DE COR ESCURA... ou sobre como ser contemporânea, hoje em dia... ou de como até as pedras se encontram.

Ou vai de fretado ou muda de cidadeOntem não fui trabalhar, porque tinha consulta em São Paulo, onde piso em caso de necessidade premente, como era, claro, o caso. Uma baita alergia inchou meus olhos e outra comprometeu as vias respiratórias e, por conta disso, há um ano fiz várias consultas, exames e paguei por...

Ontem não fui trabalhar, porque tinha consulta em São Paulo, onde piso em caso de necessidade premente, como era, claro, o caso.


Uma baita alergia inchou meus olhos e outra comprometeu as vias respiratórias e, por conta disso, há um ano fiz várias consultas, exames e paguei por vacinas (Já contei sobre o caso do Durepoxi aqui, lembra?). 
Agora o problema está resolvido: de tudo sobrou a bruta hipersensibilidade à exposição ao epóxi, contra a qual não há vacina; a solução é me manter afastada. Fácil.


GOSTOU? COMPARTILHE
irritação alérgica, pele, olhos, aquário, durepoxi

O dia, ontem, começou cedo, muito cedo. Como tinha consulta às 13 horas, marcamos, também, com a Noemi, para entregar umas máquinas. Estamos limpando a casa de artigos que não usamos mais e fizemos contato com o Ricardo pela OLX.
Ele, da região de Campinas, tratou, e marcamos de nos encontrar com a Noemi, em São Paulo. 
Contatos pelo WhatsApp feitos, nos encontramos na recepção da sede de um conglomerado. Noemi, educadíssima, belíssima, tudo de bom de -íssima, nos recebe: "Está tudo aí?", e aponta para a grande caixa.
Sim, está. Ela entrega as cédulas. 
Ué! E se tivesse só tijolos nelas? Perguntamos se não queria ver, aferir.
Ela não entende nada, mesmo, não iria adiantar.
Comentamos que a subida pela Imigrantes foi fácil, o trânsito, livre; mas, para chegar até lá levamos duas horas, um horror, tudo congestionado!
Ela mora em Indaiatuba, não em São Paulo. Vai de fretado e o marido não pisa mais na capital, nem morto. Pode estar se acabando, mas nem para médico volta a São Paulo. Começa a ter alergias, sufocamento, mal estar. Para médico, ainda voltamos.


QUER RECEBER DICAS? SIGA O BLOG. 

PANCs. Verduras de cor escura curam anemia. beldroega, inhame, taiobaNo hospital, reencontro a Doutora Telma Rita: "É bom comer mais verdura verde escura."
- Anemia?
Não, está bem. Muito bem.  Você está com mais saúde do que eu. É que eu gosto de ver este índice um pouco mais alto.
PANCs. Verduras de cor escura curam anemia. beldroega, inhame, taiobaMe penso meio hippie (ou penso assim sobre mim) - ou quase isso - desde que meu genro Rodrigo fez um comentário a respeito (a mania de natureba, o faça-você-mesma, o artesanato). 
De todo modo, eu - que pela primeira vez na vida não apresento sinais de anemia nos exames (sempre pouca, é verdade, mas sempre também confirmada pelos laboratórios), aponto as verduras do quintal que vão à mesa: taioba, folhas de batata doce, beldroega, capuchinha, ora-pro-nobis...
PANCs. Verduras de cor escura curam anemia. beldroega, inhame, taioba- Como você faz ora-pro-nobis?
- Refogada, crua, em ometele, no macarrão,...
- Crua? Dá pra comer crua?
- Dá. É lavar e cortar fininho. Só temperar.
PANCs. Verduras de cor escura curam anemia. beldroega, inhame, taiobaO assunto se encaminha para as fisalis - para saber mais sobre physalis ou fisalis, clique aqui [2] -, espalhadas pelo meu quintal, e ela comenta com a médica ao lado: "Ela tem o quintal cheio de fisalis". Falo das sementes, da origem dos pés do quintal e de como plantá-las e brinco: "Daqui a pouco vou andar como o pessoal da roça, com uma sacola cheia gêneros para agradar o médico, os amigos... Só não tenho galinha."
PANCs. Verduras de cor escura curam anemia. beldroega, inhame, taiobaA doutora, que mora em uma casa com um terreno generoso, rebate: "Ah, galinhas, eu tenho."
Então emendo a fala apontando minha "plantação" de morangos. 
A doutora despreza os morangos: "Morango não tem gosto de nada, só do que se junta a ele."
Não é verdade. Inhame é assim, chuchu, também, mas os meus morangos têm um sabor marcante, forte, como os de antigamente. Com eles faço sorvete, pavê, sucos, e agora, por conta da visita-consulta, descubro o porquê de tanto sucesso.
morangos com gosto de morangoNa São Paulo poluída e indigesta, até os alimentos são hoje insossos. 
Há muitos anos pêssegos em calda enlatados não entram em casa; foram substituídos pelos tomates cereja, feitos em calda, que têm muito mais sabor de pêssegos que os próprios pêssegos. Coisas de cidade grande e seu abastecimento, do colher verde e maturar com gás, em estufas, sem a paciência dos pomares e hortas caseiros que adoçam o alimento no pé, com sol e afeto.


SEJA LEAL. NÃO COPIE, COMPARTILHE.

PANCs. Verduras de cor escura curam anemia. beldroega, inhame, taiobaNa volta para casa e hoje pela manhã, a caminho do trabalho (onde chego em 5 minutos), me senti super-hiper-demais-contemporânea. 

Nada mais ultrapassado do que consumir hormônios e agrotóxicos. A moda, agora, é criar galinha e cultivar horta no quintal, mel e rapadura.
Beijos!


[1] CUIDADO! DUREPOXI É ALTAMENTE TÓXICO. Fazendo miniaturas, terrários e me intoxicando.


[2] CULTIVANDO PHYSALIS ENCONTRO UMA NOVA ESPÉCIE (A PHYSALIS ANGULATA L.) A NATUREZA PREGA PEÇAS.


DEIXE SEU COMENTÁRIO. SEMPRE É POSSÍVEL MELHORAR

 

PANCs. Verduras de cor escura curam anemia. beldroega, inhame, taiobaEscreva, comente. Se para elogiar, obrigada. Mas posso ter pecado e truncado o texto, cometido algum erro ou deslize (não seria a primeira vez). Comentando ajudará a mim e àqueles que lerão o texto depois de você. Culpa minha, eu sei. Por isso me redimo, agradeço e tentarei ser melhor, da próxima vez. 


 Obrigada pela visita!

QUER RECEBER DICAS? SIGA O BLOG. 

SEJA LEAL. NÃO COPIE, COMPARTILHE.
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Respeite o direito autoral.
Gostou? Clique, visite os blogs, comente. É só acessar:

CHAPÉU DE PRAIA

MEU QUADRADO

"CAUSOS": COLEGAS, AMIGOS, PROFESSORES

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS
PRODUÇÃO JURÍDICA
JUIZADO ESPECIAL CÍVEL (O JUIZADO DE PEQUENAS CAUSAS)

e os mais, na coluna ao lado. Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Um abraço!
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week! 

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches
Postar um comentário

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG