PLANTANDO DÁ, SIM

RECICLAR É PRECISO

RECICLAR É PRECISO
RECICLAR É PRECISO. O MAIS, SERÁ PRECISO? Viver com alegria é viver em paz e harmonia. É olhar com a alma, observar com o coração, agir em conformidade com a natureza. Somos tanto mais necessários quanto mais úteis, em equilíbrio com o todo. Somos um; você sou eu e tudo o que o afeta, afeta a mim, também.

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

terça-feira, 3 de outubro de 2017

PÃOZINHO INTEGRAL DE INHAME. RECEITA E DICAS


Se há anos faço pães para abastecer a casa, a novidade, agora, é que são feitos de inhame, colhido do quintal. Na chácara de Ibiúna já fazia pães caseiros, assados no grande fogão industrial pelo qual...



 PÃOZINHO INTEGRAL DE INHAME. RECEITA E DICAS

Se há anos faço pães para abastecer a casa, a novidade, agora, é que são feitos de inhame, colhido do quintal. 
Na chácara de Ibiúna já fazia pães caseiros, assados no grande fogão industrial pelo qual havia me apaixonado: feio, mas enorme! Já teve um fetiche assim?
Na onda natureba há anos, com um grande quintal, aqui em Itanhaém, onde planto toda espécie de verde comestível, comecei a fazer pãezinhos de inhame, assados na frigideira (publiquei matéria a respeito na postagem PÃOZINHO ASSADO NA FRIGIDEIRA: TROQUE OS CARBOIDRATOS SIMPLES PELOS COMPLEXOS E GANHE QUALIDADE DE VIDA). Não levam fermento, são rápidos e fáceis de fazer. E o melhor de tudo: alimentos saudáveis e naturais, vão bem desde o café da manhã até a ceia noturna, para matar aquela fominha de antes de dormir.
Como o marido se acostumou com o bolo semanal (só dele), resolvi assar os pães no forno, aproveitando a quentura deixada pelo agrado. 
E como me cobrassem mais detalhes sobre a quantidade de ingredientes (adoro cozinhar a "olhômetro"), tomeis mais atenção no "como faço as coisas" para postar aqui para vocês.
Voilá, o pãozinho assado ficou perfeito!
As primeiras imagens do quitute na toalha são do pãozinho assado no forno; a última exibe o pãozinho no prato, depois de assado na frigideira.
Poderia dizer que a textura do primeiro, mais sequinho, é semelhante a um petit four, tostado no fundo; na frigideira ele é mais macio, mas acrescentei o dobro de azeite. 
Tanto uns como os outros guardo-os na geladeira e duram muito.


SEJA LEAL. NÃO COPIE, COMPARTILHE.

INGREDIENTES

Você vai precisar de:
8 inhames descascados e picados em pedaços (no sul, inhame; no nordeste, cará)
6 ovos
cascas de duas cenouras 
1 banana inteira, com casca (descarte as pontas)
2 colheres (de sopa) de azeite
4 colheres (de sopa) de aveia 
farinha de mandioca 
sal a gosto (melhor menos do que mais)
Também a gosto: cebola, temperos, uma pimenta [eu prefiro a pimenta, preta (Pimenta da Neide): o ardor se perde e o gosto fica]

GOSTOU? COMPARTILHE

MODO DE FAZER:

Bata no liquidificador os ovos, a banana, os inhames e a casca de cenoura.
Transfira a massa para uma vasilha e acrescente o sal, a aveia e o azeite.
Então adicione a farinha de mandioca e mexa, até dar o ponto. 
Este é o pulo do gato: o "ponto" da massa é encontrado quando ela desgruda do fundo; nem muito seca nem muito úmida. 
Toda receita pode variar o resultado, dependendo da quantidade e qualidade de cada ingrediente: se os ovos são grandes ou pequenos, se o leite é integral ou desnatado; se o inhame, no caso, é maior ou menor.
Como desgruda da vasilha com facilidade é possível moldar os pãezinhos com as mãos.
No caso dos pães assados na frigideira, eram eles moldados com uma colher de sobremesa; para o forno, senti dificuldade de tomar o mesmo procedimento, porque a forma enfarinhada não "segurava" os pãezinhos, que ficavam arrepiados.
Depois de várias experiências (muito seco, ficou duro; muito úmido, ficou molhado), consegui o ponto ideal, que é fácil de atingir e verificável pela simples observação.
PÃOZINHO INTEGRAL CASEIRO: TROQUE OS CARBOIDRATOS SIMPLES PELOS COMPLEXOS E GANHE QUALIDADE DE VIDAMolde, então, os pãezinhos e os disponha em formas untadas e enfarinhadas. Leve ao forno baixo (180º) por aproximadamente 40 minutos.
Você sabe que estão prontos quando ficarem dourados embaixo e, quando quebrados, estiverem secos.
Simples assim. Um beijo e bom apetite!

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SEMPRE É POSSÍVEL MELHORAR

 

Gostou? Comente, compartilhe, inscreva-se para receber publicações.

Não gostou? Comente. Seu comentário ajudará a mim e àqueles que lerão o texto depois de você.

Me redimo de qualquer deslize, agradeço e tentarei ser melhor, da próxima vez. 


 Obrigada pela visita!

QUER RECEBER DICAS? SIGA O BLOG. 

SEJA LEAL. NÃO COPIE, COMPARTILHE.
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Respeite o direito autoral.
Gostou? Clique, visite os blogs, comente. É só acessar:

CHAPÉU DE PRAIA

MEU QUADRADO

"CAUSOS": COLEGAS, AMIGOS, PROFESSORES

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS
PRODUÇÃO JURÍDICA
JUIZADO ESPECIAL CÍVEL (O JUIZADO DE PEQUENAS CAUSAS)

e os mais, na coluna ao lado. Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Um abraço!
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week! 
Maria da Gloria Perez Delgado Sanches
Postar um comentário

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

ARQUIVO DO BLOG